Conectado por

Mato Grosso

Com obras concluídas, Sinop Energia libera tráfego sobre ponte


Compartilhe:

Publicado por

em

Obra de alteamento da ponte foi concluída com nove dias de antecedência, em cumprimento ao acordo firmado entre a Concessionária da Usina Hidrelétrica Sinop e produtores rurais da região.

Desde o sábado, 1º de setembro, às 9h, a ponte sobre o rio Teles Pires na MT-220 teve sua travessia normalizada. A obra de alteamento da estrutura foi concluída pela Construtora Roca, contratada pela Sinop Energia, a Concessionária da Usina Hidrelétrica de Sinop. A ponte foi alteada em 70 centímetros devido o enchimento do reservatório da Usina, previsto para iniciar em setembro, atendendo a regulação da Agência Nacional de Águas (Ana) em vista de proteger a ponte contra cheias centenárias.

As obras haviam iniciado no dia 18 de junho, porém, devido a necessidade de escoamento da safra agrícola da região Norte de Mato Grosso, produtores rurais e a Sinop Energia firmaram acordo para alterar o cronograma dos trabalhos. O que resultou num período de interrupção das obras entre 1º de julho e 8 de agosto, tendo sido retomadas no dia 9 de agosto e concluídas com antecedência de nove dias em relação ao prazo da Construtora, que seria de entregar o alteamento no dia 9 de setembro.

 

Para o presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson José Redivo, o acordo foi bem planejado e conseguiu atender às necessidades dos produtores. “Foi um acordo a contento para ambas partes. Levamos a demanda para a Sinop Energia, que atendeu satisfatoriamente, tendo a compreensão de atender a necessidade do setor produtivo e cumprido rigorosamente o que foi combinado”, salientou.

As obras foram executadas por uma das poucas empresas especializadas em alteamento de pontes de grande porte. Conforme o presidente da Sinop Energia, Jean Christophe Delvallet, a agilidade adotada para o trabalho resultou em solução para o Empreendimento e para os agricultores. “Com a conclusão dessa etapa, mantemos nosso compromisso nacional [firmado com a Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel – e com o Ministério de Minas e Energia] de iniciar o enchimento do lago em setembro e a geração de energia no final de dezembro deste ano, bem como contribuímos para a continuidade dos trabalhos no setor do agronegócio, que é tão importante para o desenvolvimento desta região e do Brasil”.

A Usina Hidrelétrica Sinop tem previsão para entrar em operação a partir de dezembro, com a geração de 401,88 MW de potência elétrica, capaz de abastecer uma população equivalente a 50% dos habitantes de Mato Grosso.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *