Conectado por

Entretenimento

Chorando, Lisca se despede do América-MG e revela que indicou Felipe Conceição para o cargo


Compartilhe:

Publicado por

em

Lisca se despediu do América-MG nesta segunda-feira, após um ano e quatro meses à frente do time mineiro. Após pedir demissão, em lágrimas, o ex-treinador americano concedeu entrevista coletiva e agradeceu a oportunidade, fez um balanço do trabalho e descartou que uma proposta de fora tenha pesado em decisão.

– Momento é difícil para mim, a gente tem conversado desde quarta-feira, e com você a nossa relação sempre foi correta, transparente, e, primeiramente quero agradecer à você, ao presidente Marcus Salum pela oportunidade que ele me deu há um ano e quatro meses, quando pouca gente estava acreditando, e você acreditou e a gente realmente fez um grande trabalho aqui, peço desculpas porque é difícil, né?! Você sair de um clube como América, o ambiente que a gente tem, o respeito que todos têm com meu trabalho e com minha pessoa – declarou, aos prantos, o agora ex-treinador do América.

– Ele me procurou na manhã desta segunda-feira pedindo seu desligamento dizendo que ele está esgotando e ele entende que o melhor nesse momento é se afastar da direção técnica do América-MG – contou o presidente Marcus Salum.

Lisca comandava o América desde 30 de janeiro de 2020 e tinha o trabalho entre os técnicos de clubes da Série A. Ele deixa o clube com um histórico de 82 jogos, 40 vitórias, 27 empates e 15 derrotas (aproveitamento de 60,4%).

Na temporada passada, sob o comando do treinador, o clube fez uma campanha história na Copa do Brasil, chegando à semifinal e faturando R$ 17,6 milhões. Na Série B, foi vice-campeão, garantindo o acesso. Este ano, vice-campeão mineiro.

“Torcida, faltou pouco para gente ser campeão, tanto da Copa do Brasil, Série B, Mineiro, mas conseguimos levar o nome do América muito alto. Mas, infelizmente nesse início não estamos conseguindo o objetivo, eu principalmente, tenho essa liberdade e procurei o Salum hoje porque na minha avaliação é o melhor para todos nós, uma nova energia, uma nova maneira”

A saída de Lisca passa pela má fase do time. Sem vencer há sete jogos, o Coelho foi eliminado da Copa do Brasil, e vive uma escassez do sistema ofensivo, que não marcou ainda na Série A. Sem pontuar, o time tem o pior início de Brasileirão na era dos pontos corridos e é lanterna.

– É um momento ruim. O principal motivo é falta de resultados, a falta de rendimento da equipe, na minha concepção, precisamos de um fato novo, principalmente no comando da equipe, reagrupar o grupo, achar uma maneira diferente de jogar – disse Lisca.

Felipe Conceição

Com uma partida já na próxima quinta-feira, contra o Cuiabá, precisando vencer na Série A, quem comanda o time é o auxiliar fixo Cauan de Almeida. Ao ser questionado sobre isso na coletiva, Lisca revelou que indicou um nome para o cargo: Felipe Conceição, ex-técnico do Coelho e Cruzeiro. Conceição comandava o América antes da chegada de Lisca e fez uma campanha de reação histórica nas Série B.

Lisca e Felipe Conceição  — Foto: Mourão Panda / América

Lisca e Felipe Conceição — Foto: Mourão Panda / América

– Não sei se o Salum vai gostar, mas eu vou falar, mas minha sugestão para o Salum foi o Cauan e o Felipe. E desculpa, Salum falar isso mas eu preciso falar isso para o Felipe (Conceição), aconteceu uma coisa muito desagradável aqui, em relação a ele, eu sempre admirei demais ele, e dei essa opinião para o Salum, se ele tivesse vontade, se o América tivesse vontade eu gostaria muito que isso acontecesse. É de coração, Felipe. Falei isso para você lá em Campinas contra o Guarani, que quando eu saísse do América você deveria retomar, mas isso é uma decisão da diretoria e uma opinião pessoal minha.

Conceição está livre no mercado desde que foi demitido do Cruzeiro na última semana. Na semifinal do Campeonato Mineiro, ambos se enfrentaram, e Lisca foi flagrado provocando o colega, no vestiário do América, após eliminar a Raposa.

Interesse do Internacional

O ex-treinador ainda comentou sobre possível interesse do Internacional. Lisca disse que não está saindo do clube para assumir outro trabalho no momento. Com uma história no time gaúcho, o nome do técnico tem sido levantado para assumir o colorado.

“Eu realmente estou indo para a minha casa, não estou saindo por convites de outros clubes, Salum sabe disse, tive convites de outros clubes antes, fiquei, acreditei, nós tentamos, mas tem ciclos que terminam”

Ge.globo.com