Conectado por

Mato Grosso

Casos de feminicídios aumentam 42% em Mato Grosso


Compartilhe:

Publicado por

em

De janeiro a novembro de 2020, Mato Grosso registrou redução de 16% nos casos de homicídio doloso envolvendo vítimas femininas de todas as idades, em comparação com o mesmo período de 2019.

Houve 36 mortes este ano, contra 43 no ano passado. Os dados são da Superintendência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Já os casos de feminicídio aumentaram. Entre janeiro e novembro de 2020 ocorreram 54 casos, enquanto no mesmo período de 2019 houve 38 registros, o que representa 42% de aumento. O feminicídio é um qualificador do crime de homicídio quando é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero.

As principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade nos 11 meses do ano reduziram. O crime de ameaça continua sendo o mais registrado, porém apresentou queda de 13%, com 16.505 casos este ano e 18.892 em 2019. A mesma redução foi registrada para lesão corporal: 8%, sendo que 8.783 casos ocorreram este ano em relação a 9.522 casos no mesmo período do ano anterior.

Os crimes de assédio sexual, maus tratos e injúria também tiveram, respectivamente, as seguintes reduções: – 22% (de 212 para 165); – 9% (de 78 para 71); e -17% (de 5.655 para 4.677). A tentativa de homicídio também reduziu. Foram 265 casos em 2019 e 227 em 2020 (-14%).

Região metropolitana

Os registros envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade também apresentaram redução em Cuiabá e Várzea Grande.

Na capital os casos de ameaça, lesão corporal e assédio sexual tiveram uma redução significativa de 13%, 7% e 38%, respectivamente. Os crimes de injúria e importunação sexual apresentaram uma queda de 13% e 12% nos registros.

Em Várzea Grande, algumas reduções ocorreram nos crimes de ameaça (-16%), assédio sexual (-32%), estupro (-9%) e maus tratos (57%). A importunação sexual passou de 14 casos, no ano passado, para 15, este ano.

Canais de ajuda

Para registrar qualquer denúncia basta ligar para o 190, 197, 180 e 181. Vale lembrar que todas as denúncias são sigilosas.

Além disso, as denúncias também podem ser registradas presencialmente nas delegacias (PJC-MT) de Mato Grosso, ou qualquer delegacia do município em que a vítima reside. Em Cuiabá, entrou em funcionamento este ano o Plantão de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual, na Av. Dante Martins de Oliveira s/n, bairro Planalto, anexo ao prédio da 2ª Delegacia da Capital.

Também em Cuiabá, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) funciona na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro-Sul. Já em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso funciona na Rua Almirante Barroso, 298, Centro Sul (próximo do Terminal André Maggi).

Midia News