Conectado por

Nacional

Caso Henry: vídeo mostra Jairinho comendo sanduíche entregue pelas mãos do próprio diretor de presídio


Compartilhe:

Publicado por

em

Imagens obtidas com exclusividade pelo GLOBO mostram o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), no último dia 8, quando foi preso, no interior da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. O vídeo revela Jairinho recebendo um sanduíche das mãos do próprio diretor da unidade, Ricardo Larrubia da Gama, por volta das 15h30. O vereador é investigado pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, junto com a namorada Monique Medeiros, mãe da criança, que também está presa.

As imagens são da recepção do Presídio Frederico Marques, em Benfica. Segundo o secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, o lanche entregue por Larrubia é o mesmo que era servido no dia da filmagem para os demais detentos. Segundo ele, não há indícios de que houve regalias ao preso. O secretário explicou que não foi aberto nenhum procedimento para investigar as denúncias de que o vereador teve tratamento privilegiado na prisão, pois as imagens das câmeras de segurança da cadeia foram analisadas e nada foi constatado.

— Após análise das imagens do circuito interno de câmeras, a Secretaria de Administração Penitenciária decidiu não instaurar qualquer tipo de procedimento disciplinar contra o diretor da unidade. Qualquer pessoa que tiver acesso às imagens perceberá que, por volta da 15h30, em ambiente comum da unidade, foi entregue ao interno Jairo o mesmo “kit lanche” que se oferece a todos os internos que estejam em trânsito para audiências. De fato é o diretor quem entrega o lanche ao Vereador, mas se trata do mesmo lanche que se oferece aos presos em trânsito para audiência — afirmou o secretário.

Na tarde desta quinta-feira, a Seap mandou as imagens para o Ministério Público do Rio (MPRJ).

— Sem prejuízo das convicções pessoais, encaminhei na data de hoje, o que justifico pelo atraso na extração das imagens, fato este comunicado ao Ministério Público, todas a imagens referentes à acusação a fim de que possa o MP, no seu papel de órgão externo de controle de legalidade, analisar, formar sua própria convicção e investigar, se entender necessário _ disse o secretário, que elogiou Larrubia que pediu exoneração do cargo — Não posso deixar de prestar minhas sinceras homenagens ao policial penal Ricardo Larrubia, que com tantos anos de bons serviços prestados ao sistema penitenciário, diante das denúncias optou por pedir exoneração da função de direto do Presídio Frederico Marques — concluiu Montenegro.

Extra.globo.com