Conectado por

Saúde

Campanha alerta sobre a prevenção ao câncer de cabeça e pescoço

Publicado por

em

O lema do movimento este ano é “Seu corpo é a sua vida. Não o destrua”

Continua após a publicidade

A data de 27 de julho foi instituída como o Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço durante um congresso realizado pela Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) e seus parceiros promovem ações durante todo o mês a fim de disseminar informações sobre esses tumores, sendo a Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço conhecida como movimento Julho Verde.

“O Julho Verde visa divulgar o câncer de cabeça e pescoço em nosso país, fazendo com que as pessoas conheçam melhor, possam perceber o início dos sintomas e, com isso, possamos oferecer tratamentos mais adequados em função do diagnóstico, que será mais precoce”, explica o médico cirurgião de cabeça e pescoço da Clínica Oncolog, Érik Bustamante.

O termo câncer de cabeça e pescoço é uma denominação genérica para tumores que se originam nessas regiões (aéreo-digestivas), como boca, língua, gengivas, bochechas, tonsilas palatinas (amígdalas), faringe, laringe e seios paranasais. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca) são esperados 31.120 novos casos de câncer de cabeça e pescoço ainda este ano. Nas mulheres, o câncer de tireoide deve registrar 12 mil novos casos. E nos homens, serão cerca de 11 mil novos casos de câncer de boca e cerca de 6,5 mil novos casos na laringe. “Além disso, o câncer de cabeça e pescoço acomete a pele da face do pescoço, a faringe, as glândulas salivares, os seios paranasais, enfim, uma série de localizações em que a repercussão no paciente é extremamente importante”, explica Érik Bustamante.

O lema do movimento este ano é “Seu corpo é a sua vida. Não o destrua”. Um convite a cuidar e atentar-se aos principais fatores de risco: tabagismo e alcoolismo. “É preciso atenção aos principais sinais e sintomas para identificação do câncer de cabeça e pescoço: feridas ou aftas na boca que não cicatrizam por mais de 15 dias, dificuldade ou dor para engolir, rouquidão por mais de 15 dias, pintas ou manchas com mudanças de tamanho, cor ou superfície em região de cabeça e pescoço, caroços ou ínguas também nesta região, além de sangramento pela boca ou nariz sem causa aparente”, alerta o médico da Oncolog.

É de suma importância estar sempre atento aos sinais e sintomas, mas também é essencial se preocupar com a prevenção. “O câncer de cabeça e pescoço pode ser evitado adotando práticas mais saudáveis e preventivas, como: buscar ter uma alimentação balanceada, evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas destiladas, e evitar o fumo. Por isso, é necessário estar sempre atento à higienização e saúde bucal, utilizando próteses bem ajustadas e consultando-se com dentista regularmente, além de usar preservativo (camisinha) na prática do sexo oral, proteção solar como boné, chapéu e protetor solar, evitando a exposição prolongada ao sol”, conclui Érik Bustamante.

A clínica Oncolog está há 10 anos prestando assistência a pacientes onco-hematológicos, com atendimento humanizado e com uma cultura de pesquisa clínica e inovação. O diferencial da Oncolog é a qualidade técnica e o conhecimento de ponta de toda a equipe que, aliás, não para de crescer, incorporando novos profissionais especializados em tumores raros e específicos, possibilitando, assim, que Mato Grosso se torne referência no tratamento oncológico na região central do país.

Assessoria