Conectado por

Featured

Caminhoneiros protestam em ao menos 8 pontos da BR-364 em Rondônia


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

De forma pacífica, diversos motoristas de caminhão e carretas continuam o protesto em pelo menos sete municípios de Rondônia nesta terça-feira (22) contra os constantes aumentos do preço dos combustíveis pela Petrobras.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF) há interdições parciais em cinco pontos da rodovia: em no quilômetro 693, em Candeias do Jamari, em Jaru, no quilômetro 423 e na entrada de Ouro Preto do Oeste, no quilômetro 387 e nos quilômetros 27 e 7 em Vilhena. Por volta das 16 horas, a paralisação começou em Ji-Paraná, no quilômetro 336, em Cacoal, no quilômetro 236, e em Pimenta Bueno no quilômetro 191.

A mobilização nacional dos caminhoneiros foi convocada na segunda-feira, sem adesão no estado de Rondônia. Já nesta terça-feira, os trabalhadores aderiram ao movimento, montaram barricadas com pneus em alguns pontos, mas somente os caminhões e carretas estão sendo parados. Carros de passeio, ônibus, motos, ambulâncias estão com passagem liberada, no entanto, o fluxo segue mais lentamente. Até os próprios caminhoneiros com compromissos agendados para carga ou descarga de mercadorias estão sendo liberados.

Na paralisação em Candeias do Jamari, o motorista Evandro Rogério, de Jaru, questiona, além do preço do combustível as condições da rodovia federal. “A gente coloca a cabeça no travesseiro e acorda o diesel já aumentou. A BR também não está em boas condições por causa da grande quantidade de buracos em alguns trechos ao longo da estrada. Estamos sem condições de trabalhar por causa do aumento do combustível, não estou conseguindo abastecer igual antigamente e o valor mais alto que já paguei foi R$ 3,97 (diesel)”, reclama o caminhoneiro.

O dono de borracharia Cláudio Veronese destaca que vários produtos são derivados do combustível e esses aumentos estão influenciando diretamente na mesa do consumidor. “São aumentos abusivos. O governo quer pagar a conta em cima das costas do trabalhador. É preciso tomar uma atitude. E os motoristas estão reclamando que está consumindo cerca de 70% do frete”, afiram o borracheiro que já trabalhou como caminhoneiro por 25 anos.
Nesta terça-feira (22), a Petrobras anunciou uma redução no preço da gasolina e o óleo diesel nas refinarias de todo o país. Informações divulgadas no site da Petrobras indicam que o preço da gasolina cairá 2,08% e o do diesel, 1,54%.

Conforme a PRF, não há registro de confusão entre manifestantes por causa da interdição parcial da rodovia e não há previsão de encerramento do protesto.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 9 =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento