Conectado por

Geral

Caminhão vira em buraco de rua usada como desvio após interdição da Avenida Mamoré em Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em

Parte de um caminhão virou na noite desta terça-feira (28) em um buraco de uma das ruas próximas da Avenida Mamoré, em Porto Velho. O local onde o acidente aconteceu está sendo usado como desvio às obras de serviços de drenagem. O objetivo é melhorar o escoamento da água da chuva e frear os alagamentos na região. O fechamento parcial da avenida aconteceu na segunda-feira (27).

Apesar do objetivo de melhoria, a interdição tem causado transtornos. O estudante de jornalismo da Uniron Alisson Brito, por exemplo, viu o momento em que o caminhão virou.

Segundo ele, o veículo tentava fazer a curva entre as ruas, mas acabou caindo. “Isso foi por conta do desvio, antes mesmo de chegar na faculdade. E nesse desvio você tem que entrar numa rua estreita cheia de buracos”, disse.

“A carreta não conseguiu fazer a curva e caiu dentro do bueiro. E ficou por lá meio suspensa”, explicou o estudante.

Ainda conforme o estudante, a interdição atrapalha motoristas e pedestres que transitam pelo local, principalmente em horário de pico – horário com mais movimento nas ruas. O motivo, segundo Alisson, é a quantidade de buracos e lamas entre as esquinas.

Motoristas enfrentam engarrafamento e poeira após interdição de parte da Avenida Mamoré.  (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

Motoristas enfrentam engarrafamento e poeira após interdição de parte da Avenida Mamoré. (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

“Estava de carro e foi muito difícil. Tinha muito buraco e muita lama. É preciso dar uma volta enorme, pois há muitos buracos”, contou. O estudante disse ainda que a iluminação é precária e que o fluxo de veículos tem causado engarrafamentos.

É possível notar a falta de sinalização e iluminação na região onde o caminhão virou.

Interdição de parte da avenida causa transtornos a motoristas e pedestres em Porto Velho

Interdição de parte da avenida causa transtornos a motoristas e pedestres em Porto Velho.

Interdição

A construção de galerias pluviais em parte da Avenida Mamoré deve durar 30 dias. Até lá, o tráfego de veículos será proibido no trecho interditado, na Mamoré com a Rua Francisco Barbosa. Segundo a Secretária Municipal de Infraestrutura Urbana e Serviços Básicos (Semisb), após um mês parte da pista será liberada.

Trecho ficará fechado nas duas pistas por um mês.  (Foto: Cássia Firmino/G1)

Trecho ficará fechado nas duas pistas por um mês. (Foto: Cássia Firmino/G1)

A drenagem será finalizada até fevereiro de 2019 e logo na sequência serão feitos oito quilômetros de asfalto. A prefeitura informou que investirá R$ 11 milhões nas obras.

Tráfego alternativo

Com o fechamento do trecho da Mamoré com a Rua Francisco Barbosa, a Semisb se reuniu com a Secretaria Municipal de Trânsito para debater o tráfego de veículos por vias alternativas.

As vias opcionais de acesso serão: Rua Ponta Negra, América do Sul e Itatiaia.