Conectado por

Mato Grosso

Câmara busca parceria técnica com Fiemt

Publicado por

em

A Câmara Municipal de Cuiabá quer firmar um convênio com a Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt). A medida tem por finalidade auxílio técnico ao Legislativo Municipal na tramitação de determinadas proposituras, e ainda a oferta aos servidores do Parlamento e à população cuiabana de cursos de especializaliação e profissionalizantes. 
Para tratar do assunto, o presidente da Câmara, vereador Misael Galvão (PSB), recebeu em seu gabinete na manhã desta quinta-feira (08), representantes da entidade.
O assessor institucional da Fiemt, José Carlos Dorte, afirma que a parceria já acontece nas esfera estadual e federal. Ele explica que a medida possibilitará aos vereadores ter acesso a um parecer técnico em projetos referentes à indústria.
“Na Federação, nós temos 38 sindicatos patronais e a Federação das Industrias ligadas ao CMI. Então, este convênio possibilita acesso aos projetos de lei que estão tramitando na Casa e, com isso, conseguiríamos filtrar aqueles ligados à indústria para emissão de um parecer que seria produzido juntamente com os sindicatos. Esse parecer seria meramente contributivo, sendo que cada vereador que propor a lei avaliaria se vale aquilo que a gente sugeriu, ou exclui ou até mesmo desistir do projeto. Então, é mais no sentido de colaboração”, explicou Dorte.
PARCERIAS — Misael desatacou que a Câmara tem priorizado as parcerias com os mais variados segmentos constituídos. “Isso fortalece a sociedade e os vereadores”, destacou.
Além da Fiemt, está sendo estudado abranger esta parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-MT). A intenção é ofertar cursos profissionalizantes à população mais carente de Cuiabá.
”Poderemos promover cursos de qualificação profissional, utilizando as escolas publicas, para aquelas pessoas que estão precisando se profissionalizar, como encanador, eletricista, jardinagem, psicineiro, etc. Cursos que as pessoas se qualificam para começar uma atividade remuneratória, uma vez que está difícil emprego, ele pode montar a sua empresa e começar a sua vida profissional”, pontuou Dorte.
CONVÊNIO — De acordo com Misael, uma nova reunião deverá ser realizada na próxima semana para fechar os últimos detalhes do convênio. “É uma parceria que vem parar somar, pois vai auxiliar no trabalho dos vereadores, garantindo a participação dos setores da indústria, e ainda beneficiará a população com os cursos”, reiterou.

Continua após a publicidade