Conectado por

Nacional

Caixa inicia crédito da 9ª parcela do auxílio emergencial nesta quinta


Compartilhe:

Publicado por

em

Caixa Econômica Federal inicia, nesta quinta-feira (10/12), o pagamento da nona parcela do auxílio emergencial – de R$ 300, a cota única – para até 15,9 milhões de beneficiários do programa Bolsa Família.

O cronograma de pagamento é organizado conforme o Número de Identificação Social (NIS) final do beneficiário, e obedece ao calendário habitual do Bolsa Família, que é pago nos últimos 10 dias úteis de cada mês.

O benefício, que poderá ter o valor dobrado (R$ 600) em caso de mãe chefe de família, será depositado nesta quinta-feira (10/12) na conta dos beneficiários com NIS final igual a 1.

O dinheiro será depositado da mesma forma que o benefício regular. Dessa maneira, é preciso usar o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, ou por crédito na conta Caixa Fácil.REPRODUÇÃOCalendário do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família

Calendário do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família

Normalmente, o crédito se inicia na segunda metade do mês. No entanto, por causa dos feriados de fim de ano, vai começar, desta vez, nesta quinta-feira (10/12). Esse ciclo de pagamentos se encerra em 23 de dezembro.

Essa deverá ser a última parcela do benefício, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu não prorrogar a ajuda financeira.

Não sou do Bolsa Família

Para o público não beneficiário do Bolsa Família, o pagamento da nona parcela do auxílio emergencial começa neste domingo (13/12), quando se inicia o sexto ciclo do calendário elaborado pelo governo federal.

Nesse caso, são trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) que se cadastraram no aplicativo ou site ou que estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

No entanto, como revelou o Metrópoles, após uma série de erros na análise do benefício, pelo menos 17,2 milhões de brasileiros aprovados não vão receber todas as novas parcelas de R$ 300.

O governo prorrogou o pagamento da ajuda financeira, mas determinou, na medida provisória de extensão do benefício, que o depósito seja feito até 31 de dezembro – independentemente de quantas parcelas tenham sido recebidas.

Dessa maneira, só terão “tempo suficiente” para adquirir toda a renda emergencial – cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300 – os beneficiários que ganharam o primeiro depósito em abril.

Quem ganhou a primeira cota de R$ 600 em maio vai receber apenas outras três parcelas de R$ 300. Os cadastrados em junho, terão tempo para duas novas parcelas. Os registrados em julho vão ganhar apenas uma de R$ 300; e os de agosto, nenhuma.

  • Abril (+4 parcelas de R$ 300): 50 milhões de pessoas
  • Maio (+3 parcelas de R$ 300): 8,6 milhões
  • Junho (+2 parcelas de R$ 300): 5,9 milhões
  • Julho (+1 parcela de R$ 300): 0,9 milhão
  • Agosto (+0 parcela de R$ 300): 1,8 milhão

METROPOLES