Conectado por

Agronegócios

Café: Após expressiva valorização, arábica e conilon abrem 5ª feira com variações técnicas


Compartilhe:

Publicado por

em

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta quinta-feira (15) com desvalorização técnica para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado realiza ajustes nos preços após encerrar o último pregão com expressiva valorização motivada pelas condições do tempo no Brasil.

Neste pregão, o mercado deve continuar acompanhando as condições do tempo no parque cafeeiro, a movimentação do câmbio. Do lado positivo para os preços, o mercado também trabalha com a expectativa de uma demanda mais aquecida na medida que a vacinação contra a Covid-19 avança em importantes países consumidores do café brasileiro.

Por volta das 09h03 (horário de Brasília), setembro/21 tinha queda de 35 pontos, valendo 156,25 cents/lbp, dezembro/21 tinha baixa de 35 pontos, cotado por 159,10 cents/lbp, março/22 tinha queda de 40 pontos, valendo 161,60 cents/lbp e maio/22 tinha queda de 45 pontos, valendo 162,85 cents/lbp.

Em Londres, o café tipo conilon também abriu em queda. Setembro/21 registrava baixa de US$ 16 por tonelada, valendo US$ 1747, novembro/21 tinha baixa de US$ 14 por tonelada, negociado por US$ 1742, janeiro/22 operava com baixa de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1722 e março/22 tinha baixa de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1702.

Mercado Interno – Última sessão

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve  alta de 0,58% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 872,00, Patrocínio/MG teve alta de 1,74%, cotado por R$ 875,00, Varginha/MG teve alta de 1,13%, valendo R$ 897,00 e Franca/SP teve valorização de 1,16%, valendo R$ 870,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,54% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 925,00, Patrocínio/MG teve alta de 2,25%, valendo R$ 910,00, Varginha/MG teve alta de 1,08%, negociado por R$ 935,00 e Campos Gerais/MG teve alta de 0,54%, valendo R$ 929,00.

 

 

Noticias Agrícolas

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento