Conectado por
Governo de Rondônia

AL/MT

Botelho aponta pedido de Mendes para continuar compondo Mesa Diretora, mas já admite pensar no TCE

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Ainda presidente da Assembleia Legislativa – até a realização de nova eleição para o comando da Mesa Diretora -, o deputado democrata, Eduardo Botelho admitiu nesta terça-feira(23), que o governador Mauro Mendes(DEM), teria lhe pedido para que ele continuasse fazendo parte do comando do Legislativo, compondo a chapa com Max Russi(PSB), na condição de primeiro-secretário no parlamento estadual, em eleição que será realizada hoje à noite.

“O governador e os deputados estão pedindo para que eu fique, mas estou ainda avaliando. Não sei se eu vou continuar, até o final da tarde[17 horas, prazo limite para oficialização das chapas] a gente define”.

Não tem nenhuma conversação para que eu vá para o TCE. Inclusive, o pedido do governador é para que continue na Assembleia. Mas eu vou avaliar isso com tempo, pois o momento ainda não é dessas decisões.

Pontuando que estaria, comtudo, muito tranquilo sobre esta nova eleição na Assembleia, após a decisão nesta última segunda-feira(22), do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu a eleição que o reconduziu à presidência da Casa de Leis.

“Vejo esta decisão so STF com muita tranquilidade. Eu acho que essas mudanças são importantes, na verdade, elas são boas. Eu não estou nem um pouquinho chateado, muito pelo contrário […] A oxigenação é boa para todo mundo. Pois não sou favorável a essa continuidade infindável. A presidência é um cargo que consome muito, então acho que é preciso haver essa alternância, ter um presidente descansado desta função, talvez com novas ideias, novas sugestões, acho que engrandece o parlamento”.

Botelho admite, porém, que seu nome na chapa encabeçada pelo deputado Max Russi, revela a confiança que seus colegas de Casa têm nele. Mesmo que tenha dito mais ‘Não’ do que ‘Sim’ aos parlamentares. Mostrando que vem sendo uma gestão que deu certo, inclusive, forçando a Casa a economizar e até devolver dinheiro, como ocorreu no início deste ano. “Devolvemos R$ 80 milhões e ainda temos dinheiro em caixa. Então o caminho é esse mesmo”.

“Estou conversando com os deputados, eles estão pedindo para que eu fique, porque eles têm uma confiança muito grande em mim. Durante o tempo que eu passei nessa presidência o que eu fiz foi dizer não. Eu ganhei a confiança dos deputados dizendo não, todos os deputados são testemunhas disso, o que eu mais dizia era não, mas um não com sinceridade, transparência e isso fez com que eles adquirissem essa confiança”.

E ao ser questionado por jornalistas, se sua saída da presidência não o motivaria a buscar uma vaga como conselheiro do Tribunal de Contas, Botelho voltou a negar negociações sobre o tema, frisando que o próprio governador Mauro Mendes vem insistindo para que fique no Legislativo e na nova composição da Mesa Diretora. Mas pela primeira vez admitiu pensar no assunto, não agora. Sob o argumento que não seria o momento de decisões.

“Não. Não tem nenhuma conversação para que eu vá para o TCE. Inclusive, o pedido do governador é para que continue na Assembleia. Mas eu vou avaliar isso com tempo, pois o momento ainda não é dessas decisões”.

 Veja o vídeo:

 

 

O Bom da Noticia