Conectado por

Nacional

Bolsonaro chama de descabida prisão de ex-presidente da Bolívia


Compartilhe:

Publicado por

em

O presidente Jair Bolsonaro classificou de “descabida” a recente prisão da ex-presidente da Bolívia Jeanine Añez ao discursar nesta terça-feira na abertura da reunião extraordinária de presidentes do ProSul, grupo de países sul-americanos que exclui a Venezuela.

Ao abrir sua fala no encontro virtual, Bolsonaro afirmou que os acontecimentos recentes na Bolívia preocupam e apontou que “a defesa e promoção da democracia são princípios basilares do ProSul”.

“Nesse sentido nos preocupa os acontecimentos em curso na Bolívia, nosso vizinho e país-irmão, onde a ex-presidente Jeanine Añez e outras autoridades foram presas sob alegação de participação em golpe, o que nos parece totalmente descabido. Esperamos que a Bolívia mantenha em plena vigência o Estado de Direito e a convivência democrática”, afirmou.

Añez foi presa no último sábado acusada de terrorismo, sedição e conspiração por participação no movimento que levou à saída de Evo Morales da Presidência do país, em novembro de 2019. Como vice-presidente do Congresso, Añez assumiu a Presidência.

Também foram presos, por ordem da Procuradoria-Geral da Bolívia, cinco de seus ex-ministros e quatro militares.

Em outubro de 2020, Luis Arce, aliado de Evo Morales foi eleito presidente da Bolívia.

 

Terra