Conectado por
Governo de Rondônia

Economia

Bolsa Família: Como usar o cartão virtual Caixa Tem em supermercados

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A partir de dezembro de 2020, o governo brasileiro começará a conceder o uso do aplicativo Caixa Tem para os beneficiários do Bolsa Família. A plataforma funciona como uma maneira simplificada para controlar as poupanças sociais digitais. Pelo app, os usuários conseguem gerar o cartão virtual Caixa Tem, que pode ser usado em supermercados e outros estabelecimentos comerciais.

Desde o início do auxílio emergencial, por exemplo, inúmeras lojas fornecem a alternativa de usar os dados do cartão virtual como método de pagamento. Lembrando que essa funcionalidade está diretamente relacionada com transações à vista (débito). Acompanhe a matéria logo abaixo e saiba como gerar o recurso pelo app Caixa Tem.

Poupanças digitais para Bolsa Família: principais mudanças

Além dos saques integrais pelos cartões do programa, os beneficiários do Bolsa Família também vão começar a ter acesso às suas poupanças pelo Caixa Tem. A medida visa facilitar as movimentações das parcelas, transformando o aplicativo em uma espécie de banco digital para pessoas de baixa renda.

Sem tarifas adicionais, os inscritos no programa poderão consultar saldos, realizar pagamentos e efetuar transferências. Veja as principais mudanças:

  • Acesso às parcelas do Bolsa Família sem a necessidade de sacá-las em caixas eletrônicos, assim como já acontece no contexto do auxílio emergencial. Os beneficiários poderão usar a mesma senha do cartão social (Cidadão ou Bolsa Família);
  • Movimentações do dinheiro pelo Caixa Tem (R$ 600 por operação e limite mensal de R$ 5.000);
  • Transferências bancárias sem tarifas;
  • Uso do cartão virtual pelo app Caixa Tem;
  • Pagamento de compras pela internet;
  • Pagamento em maquininhas de cartão e por meio de QR Code.

Como instalar o aplicativo Caixa Tem em seu celular?

O aplicativo Caixa Tem somente será liberado para os beneficiários que já possuam suas poupanças sociais digitais, conforme calendário estabelecido pelo governo brasileiro. Veja, abaixo, como usar a plataforma pela primeira vez:

  • Instale o app Caixa Tem. Ele está disponível para celulares com sistemas Android e iOS;
  • O primeiro cadastro é feito com o CPF e uma senha numérica de seis dígitos. No caso dos beneficiários do Bolsa Família, será possível utilizar o mesmo código cadastrado para o cartão social do programa;
  • Depois do primeiro acesso, os usuários poderão tocar no serviço desejado dentro do sistema do Caixa Tem. A interface funciona como uma conversa pelo WhatsApp, com funções intuitivas e autoexplicativas.

Bolsa Família: como gerar o seu cartão virtual Caixa Tem

Todos os beneficiários do Bolsa Família podem usar o cartão virtual do Caixa Tem. Confira como você pode gerá-lo para efetuar suas compras nos estabelecimentos comerciais do país:

  • Na tela inicial do aplicativo, toque em “Cartão Virtual”;
  • Na tela de mensagens, aperte em “Usar agora meu Cartão de Débito Virtual”;
  • Digite a sua senha do Caixa Tem;
  • Clique na imagem para visualizar as informações geradas (validade e código de segurança – CVV).

Pronto! Você já pode usar o cartão virtual do Caixa Tem em supermercados. Para isso, basta informar o método de pagamento ao operador do caixa. Ele vai inserir a validade e o código de segurança para confirmar a transação.

Também será possível realizar compras online, desde que as redes de varejo ou supermercados aceitem o cartão virtual do Caixa Tem como forma de pagamento. Em caso afirmativo, os interessados poderão inserir os itens da compra no carrinho do site e selecionar a opção “Débito Caixa”. Após, bastará informar os mesmos dados do cartão virtual Caixa Tem.

Vale destacar que as informações geradas no app perdem a validade durante poucos minutos. Por isso, somente é permitido realizar uma compra por vez. Outra possibilidade é pagar as faturas por meio do QR Code. Essa alternativa consta no próprio aplicativo, sendo necessário apenas aproximar a câmera do celular no quadradinho do código de barras.

Calendário para a liberação das poupanças digitais

As poupanças digitais para Bolsa Família vão ser liberadas de maneira automática e escalonada, com base no final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários). Confira as datas previstas:

Período de migração NIS finais dos beneficiários
Em dezembro de 2020 0 e 9
Em janeiro de 2021 6, 7 e 8
Em fevereiro de 2021 3, 4 e 5
Em março de 2021 1 e 2, além de grupos populacionais específicos*

*Indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua.

Concursos no Brasil