Conectado por

Polícia

Assfapom parabeniza policiais de Goiás em ação que cessou ações criminosa de lázaro e ressalta importância de valorização dos militares


Compartilhe:

Publicado por

em

Foto – reuters

O Presidente da Associação dos Familiares e Praças da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia (Assfapom), Jesuíno Boabaid, parabenizou o trabalho dos policiais envolvidos na ação que culminaram em parar as ações criminosas de Lázaro Barbosa, em várias cidades de Goiás. Jesuíno aproveitou ainda para salientar a necessidade de valorizar a classe militar, sobretudo em Rondônia.

Lázaro Barbosa, 32 anos, possui vasta ficha criminal e passou a ser procurado no início do mês de junho após ter assassinado quatro pessoas, sendo pai, mãe e seus dois filhos. A caçada ao criminoso durou 20 dias, se encerrando na manhã de segunda (28), quando Lázaro foi atingido com vários tiros durante tiroteio com policiais militares.

Em outubro do último ano, dois policiais militares foram mortos de forma covarde por invasores de terras. O Tenente Figueiredo estava de folga e foi executado enquanto pescava com familiares em uma fazenda. O Sargento Rodrigues acabou sendo morto pelos criminosos ao ir resgatar o corpo de Figueiredo. “Passados quase um ano deste duplo homicídio de militares os assassinos continuam a solta. Nossos policiais foram mortos de forma covarde pelos terroristas invasores de terras e até o momento não houve a resposta do Governo para a população”, declarou Boabaid.

Em Rondônia a Polícia e Bombeiro Militar lutam para que o Governador Marcos Rocha dê a valorização salarial que tanto os militares estão esperando, afinal, os servidores da segurança pública estão há quase sete anos sem reajuste no salário.

O Presidente da Assfapom salientou a determinação dos militares de Rondônia que se dedicam dia a dia, empenhando-se em prestar o melhor atendimento à sociedade colocando em risco a própria vida para proteger o cidadão de bem. Fazendo referência ao caso Lázaro, Jesuíno Boabaid destacou a coragem dos policiais militares que foram para o confronto com o criminoso enquanto a população estava deixando seus lares com medo do assassino.

Fonte: ASSFAPOM

 

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento