Conectado por

Municípios

Assembleia tem representantes de 17 partidos políticos, Zacarias preside o Sindicato dos Jornalistas de Rondônia, refeitório para servidores da Semosp em Ji-Paraná


Compartilhe:

Publicado por

em

Bancadas – MDB e o PRB são os partidos com maior representatividade na Assembleia Legislativa (Ale), na atual legislatura com três representantes de cada partido. A bancada do MDB é composta pelos deputados Jean Oliveira (PVH), Edson Martins (Urupá) e Eurípedes Lebrão (São Francisco do Guaporé). A do PRB conta com o presidente, Alex Redano (Ariquemes), Jhony Paixão (Ji-Paraná) e Alex Silva (PVH). Como nas eleições do próximo ano não teremos coligações, caso permaneça a atual Lei Eleitoral, que poderá ser modificada até um ano antes das eleições, e já existe mobilização para isso, para poder vigorar em 2022, poderemos ter maior pluralização de partidos. Muitas siglas poderão ter candidatos bem votados, mas será mais difícil atingir o Quociente Eleitoral (QE), que é um número que precisa ser atingido pelos partidos para garantir a eleição de um candidato no sistema proporcional de voto.

Bancadas II – Hoje temos um volume enorme de partidos representados na Ale, por isso temos um número significativo de “bancadas de um só partido”. A composição da Casa do Povo atual tem, além do MDB e do PRB, já citados, com três representantes cada um, o PSB, o PSDB e o Podemos com dois deputados cada totalizando 12 deputados. Com apenas um representante tem o PT, com Lazinho da Fetagro (Jaru), que deverá mudar de partido; DEM-Adelino Follador e PSC-Geraldo da Rondônia, ambos de Ariquemes; PP-Aélcio da TV (PVH), Pros-Anderson Pereira (PVH), PMN-Dr. Neidson (Guajará-Mirim), PSL-Eyder Brasil (PVH), PTB-Ezequiel Neiva (Cerejeiras), Avante-Jair Montes (PVH), PV-Luizinho Goebel (Vilhena), Patriota-Marcelo Cruz (PVH) e PDT-Rosângela Donadon (Vilhena).

Bancada III – A composição da Ale é de 24 deputados. Os partidos com mais de um candidato como o PRB e o MDB, que contam com três representantes de cada sigla mais o Podemos, PSB e PSDB com dois deputados somam 12 membros, totalizando 50% do efetivo. A dúzia de deputados restantes representam doze siglas, ou seja, cada parlamentar é líder dele mesmo. Nas eleições gerais do próximo ano, sendo mantida a proibição das coligações poderemos ter um número menor de partido, porque não será tarefa das mais fáceis atingir o QE. Sem coligar serão eleitos os mais bem votados de cada partido evitando a eleição de deputado, por exemplo, receber mais de 8 mil votos e não assumir, e o cargo ser ocupado por parlamentar, que somou pouco mais de 6 mil votos.

Alimentação – A decisão de o prefeito de Ji-Paraná Isaú Fonseca (MDB) de construir um refeitório para os cerca de 300 servidores da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) é das mais corretas. A construção do refeitório está em processo de licitação e será edificado no Km 7, no anexo ao pátio da Usina de Asfalto, na saída para Porto Velho. Além de o servidor não ter e necessidade de se deslocar do local de trabalho para as suas residências, ele terá mais tempo de descanso para retomar as atividades, após o almoço. Um exemplo, que poderia ser seguido pela maioria dos municípios de maior porte, onde geralmente as pessoas residem distantes do local de trabalho.

Sinjor – Utilizando o voto eletrônico os membros do Sindicato dos Jornalistas de Rondônia-Sinjor sindicalizados elegeram ontem (7), o colega Zacarias Pena Verde, para dirigir a entidade nos próximos três anos. Zacarias já passou pelo “saudoso” “O Estadão do Norte” e “Diário da Amazônia”, e hoje edita o jornal “Gazeta de Rondônia”. Experiente e disposto a dar continuidade ao ótimo trabalho da ex-presidente Sara Xavier, que renunciou por problemas de saúde e do seu sucessor Antônio Cavalcante, Zacarias tem a missão não só de manter a administração qualificada (Sara-Cavalcante), mas de iniciar um novo ciclo de um jornalismo diferenciado com a chegada da pandemia, que exige desafios em todos os segmentos da sociedade, inclusive na área de comunicação social.

Respigo  

Correção – Na coluna de ontem (7) o título estava conflitando com o primeiro tópico. Mas o título está correto, pois os deputados federais Mauro Nazif (PSB), Sílvia Cristina (PDT), Expedito Netto (PSD), Lúcio Mosquini (MDB) e o coronel Chrisóstomo devem buscar a reeleição . Já Léo Moraes (Podemos) tem pretensões de concorrer ao governo e Jaqueline Cassol (PP) ao Senado. O terceiro nome, que não foi colocado como opção para concorrer a outro cargo é o de Mariana Carvalho (PSDB), que poderá disputar o Senado e não à reeleição . A devida correção já foi feita. E com ela nossos pedidos de desculpas. Ruas de Porto Velho que interligam as avenidas Imigrantes e Tiradentes estão bastante esburacadas. Seria importante que o Departamento de Obras da prefeitura providenciasse o tapa-buracos na área, antes que se transformem em valetas, pois o tráfego já está bem comprometido.

Rondoniadinamica.com