Conectado por

AL/MT

Após reclamação, Assembleia Legislativa suspende certificado de responsabilidade social a Energisa


Compartilhe:

Publicado por

em

O deputado Elizeu Nascimento (DC), que preside a CPI da Energisa, atuou para barrar que a concessionária de energia recebesse o certificado de responsabilidade social, entregue pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso-AL/MT, na quinta (14). Após tomar conhecimento de que a empresa receberia a honraria, solicitou o cancelamento da homenagem, que foi acatado pelo presidente da Mesa Diretora Eduardo Botelho (DEM).

“Quando tomamos consciência de pronto documentamos e solicitamos a suspensão do certificado à Energisa, que é acusada, com várias denúncias, por abuso no aumento de energia elétrica. Agradeço ao presidente Eduardo Botelho, e ao José Domingos, porque a partir do momento que documentamos a suspensão da homenagem, foi acatado este pedido”, disse o deputado durante sessão na manhã de hoje (19).

O parlamentar alegou que é um abuso que a empresa, que está sendo investigada, receba um certificado como se estivesse prestando “um bom serviço”. “Existe denúncia de que houve aumento na fatura de 700%, é um cúmulo uma empresa dessas ser certificada por qualidade social”.

O certificado social concedido pela Assembleia desde 2002, reconheceu atuação de 55 empresas nesta 14ª edição. As empresas são selecionadas a partir da análise pela Comissão Mista de Responsabilidade de Mato Grosso, que pondera uma série de requisitos como qualidade da relação das empresas com seus empregados, cumprimento de cláusulas sociais, participação dos empregados nos resultados econômicos, além de desenvolvimento pessoal e gestão ambiental.

Elizeu aproveitou para pedir mais cautela por parte dos responsáveis pela certificação para analisar as empresas a serem homenageadas, para que não ocorra mais o ato falho de reconhecer aquelas que eventualmente possam estar sendo alvo de investigações parlamentares.

A CPI da Energisa foi instalada na Assembleia, em outubro, e apesar de não ter poder punitivo, pode encaminhar à autoridades competentes os relatórios com pareceres que possam indicar outras medidas em esfera administrativa ou judicial. A comissão é presidida pelo deputado Elizeu, tem Carlos Avallone (PSDB) como relator, e Thiago Silva (DEM) como vice-presidente. Paulo Araújo (PP) e Dr. Eugênio (PSB) são membros titulares.