Conectado por

Mato Grosso

Após apelo de governadores, Bolsonaro promete cortar tributos se estados zerarem ICMS do combustível


Compartilhe:

Publicado por

em

Em queda de braço com pelo menos 23 governadores, incluindo Mauro Mendes (DEM), por causa dos impostos cobrados sobre os combustíveis, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) declarou nesta quarta-feira (5) que irá reduzir os tributos federais, caso os chefes do Executivos estaduais aceitarem o desafio de fizerem o mesmo com o ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços).

O desafio foi feito pelo presidente durante entrevistas à imprensa na saída do Palácio Alvorada nesta manhã, dois dias após um grupo de governadores, incluindo o de Mato Grosso encaminhar um comunicado à Bolsonaro pedindo a redução dos tributos federais.

Questionado sobre o assunto, o presidente disse que aceitaria até zerar o imposto federal, se os governadores fizerem o mesmo com o ICMS. “Eu zero o federal se eles zerarem o ICMS. Está feito o desafio. Se topar, eu aceito”, disse.

Em suas redes sociais, o presidente da República publicou na semana passada que a responsabilidade da manutenção dos preços abusivos da gasolina são dos estados.

Em resposta, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, que esteve em sessão solene da Assemblei Legislativa no início da semana, afirmou apenas que a crítica de Bolsonaro não se aplica à Mato Grosso.

“Respeito a posição do presidente, mas temos a nossa legislação com incentivos fiscais para o setor. A crítica pode servir para outros Estados, mas não para Mato Grosso”, afirmou.

Em Mato Grosso, a chance do desafio ser aceito pelo governador Mauro Mendes é praticamente nula, visto que o ICMS dos combustíveis é uma das principais fontes de arrecadação do Estado.

FONTE: OLHARDIRETO