Conectado por

Amazonas

Após alta de 215% nos casos de doenças causadas pelo Aedes, Manaus dá início a vistoria em 25.711 imóveis


Compartilhe:

Publicado por

em

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) deu início, nesta segunda-feira (14), a um diagnóstico sobre o índice atual de infestação do mosquito Aedes aegypti. A ação vai ocorrer nos 63 bairros da cidade, com vistoria em 25.711 imóveis selecionados por amostragem. Em 2021, o número de doenças causadas pelo mosquito passa de 3 mil.

Segundo a Semsa, o diagnóstico é um instrumento que auxilia na obtenção de informações para elaboração das estratégias de controle do Aedes aegypti, identificando as áreas da cidade de baixo, médio ou alto risco para a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

O diagnóstico é executado a partir de visitas domiciliares, com a identificação e coleta das formas imaturas (larvas) do mosquito, tratamento ou eliminação dos potenciais criadouros do Aedes.

Normalmente, o diagnóstico do índice de infestação é feito no início de cada ano em Manaus, mas, por causa da pandemia do novo coronavírus, foi necessário alterar a data para a realização da ação.

Mais de 3 mil casos

Entre janeiro e maio deste ano, o município de Manaus notificou 3.813 casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o que representa um aumento de 215% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 1.210 casos.

O mês de março deste ano foi o mês que registrou maior número de casos notificados (1.100), com maio apresentando uma redução, chegando a 802 notificações.

G1.globo.com