Conectado por

Amazonas

AM: Com baixa adesão da vacinação contra a Covid, Codajás corre risco de perder imunizantes


Compartilhe:

Publicado por

em

O município de Codajás, distante 240 quilômetros de Manaus, corre o risco de perder vacinas contra a Covid-19. Isso porque, segundo a prefeitura, os imunizantes podem ser transferidos para outras cidades onde a procura esteja sendo maior que no município.

Segundo o vacinômetro da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), 41% da população vacinável de Codajás recebeu a primeira dose e apenas 13% completou o esquema vacinal.

Na cidade, pessoas a partir de 18 anos já podem receber o imunizante.

Em uma nota divulgada nas redes sociais, a prefeitura explicou que foi realizada uma reunião da Secretaria Estadual de Saúde (SES-AM) com os secretários municipais de saúde do estado. Um dos assuntos debatidos foi a possibilidade de os municípios que possuem bom estoque e que a população não esteja aderindo à vacinação e às ações, que fizessem remanejamento de doses.

Os imunizantes, segundo a proposta, iriam para municípios vizinhos que estivessem com baixo estoque e com dificuldades de alcançar a população por causa da baixa quantidade de doses. O G1 questionou a SES e a FVS sobre a proposta, e aguarda resposta.

O secretário de saúde da cidade, Aislan Ruela, se posicionou na nota sobre a situação na cidade. Segundo ele, a população cobrou a prefeitura para que a vacinação fosse ampliada para novas faixas etárias, mas não procurou atendimento quando o pedido foi atendido.

“De certa forma [houve] um posicionamento para que fosse aberto a todos os grupos da vacina e neste momento não estão aderindo à vacinação contra a Covid-19. Se perdermos as doses isso nos atrasará, pois teremos que voltar às idades anteriores”, disse.

Ruela também afirmou que o município estuda medidas para ampliar a vacinação na cidade, como orientar que festas, bares e bancos exijam o comprovante de vacinação de pessoas que, por ventura, venham utilizar esses serviços ou queiram ingressar nos estabelecimentos.

“Estamos nos bastidores correndo atrás de outras soluções, como a obrigatoriedade em festas, bares e bancos, mas a população deve fazer de forma espontânea, acredito que seja o melhor caminho”, finalizou.

Dados do vacinômetro mostram que Codajás está na 48ª posição do ranking da vacinação entre os 62 municípios do estado. A cidade tem um público vacinável de 15.900 pessoas. Dessas, apenas 6.554 receberam uma dose da vacina, 34 receberam a dose única da Janssen e somente 2.081 tomaram o reforço do imunizante.

G1.globo.com

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento