Conectado por

Mato Grosso

ADOÇÃO: ‘É preciso dar visibilidade aos que esperam por um lar’ defende Graça Teixeira


Compartilhe:

Publicado por

em

 Maria das Graça Sombra Teixeira – Onortao

O Brasil comemora nesta terça-feira, 25 de maio. Segundo dados do Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), existem quase 34 mil crianças e adolescentes abrigadas em casas de acolhimento e instituições públicas por todo país Destas, 5.040 estão totalmente prontas para a adoção.

Nos dias 24 e 25 de maio de 1996 foi realizado I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção, em Rio Claro, interior de São Paulo, e, por esta razão, 25 de maio foi escolhido como o Dia Nacional da Adoção. E seis anos depois, foi sancionada a Lei Federal n°10.447/2002, oficializando a data comemorativa. É um dia em que toda a sociedade é convocada a refletir sobre o tema da adoção.

Para a secretária municipal governo e planejamento do município de Aripuanã/MT, Maria das Graça Sombra Teixeira, que é formada em Assistência Social e atua na área, “a celebração busca promover debates e conscientizar a sociedade sobre o direito de crianças e jovens à convivência familiar e comunitária com dignidade, princípios estes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a legislação nacional de proteção aos menores de 18 anos. São milhares de pequenos cidadãos e jovens à espera de uma nova família, de um ambiente amoroso e acolhedor em que se sintam seguras e onde tenham a chance de crescer de forma saudável e pacífica”.

Graça Teixeira reforça ainda que a adoção é um ato de amor e de uma ajuda mútua, onde não só a criança tem a oportunidade de ter uma família, como a próprio adotante tem a oportunidade de realizar seu sonho de constituir um lar por completo.

Da redação