Conectado por

Elza Amorim Carvalho

Acredite um pouco mais – Por Pra. Elza Amorim Carvalho

Publicado por

em

 

Continua após a publicidade

E sentiram um grande temor, e diziam uns aos outros: Mas quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? Marcos 04:41

Os ventos sopram para aonde eles quiserem, sem si incomodar que alguém goste ou não,  simplesmente, eles seguem os rumos traçados para a sua existência.
Seja no frio ou no calor,  eles sempre estão presentes.
Para alguns eles se tornam calmaria, para outros eles são aflição.
Para tantos, eles representam maestria, pois sompram dos quatro cantos o som da perfeição,  para outros porém,  eles são medo e espanto, desconforto e destruição.
Os ventos surgem do nada,  mas sua chegada podem deixar marcas que jamais são apagadas.

As águas nascem dos lugares mais inapropriados, fazem do chão o seu leito esparamando-se, e umidecendo até os mais bravos torrões.
As águas correm livres e dominam tudo o que elas tocam, contraria o medo e se lançam despenhadeiro abaixo sem se importar aonde estar a se jogar, apenas elas trilham o caminho que o viver lhe proporciona seguir, e vai sempre em frente.
Elas  contornam os obstáculos, formam grandes espetáculos, fazem outros beneficiarem-se da sua existência,  refrescando a sequidão de quem passar em seu trajeto.

As tempestades demonstram bravura,  mesmo que para outros elas sejam um caos.
Elas nascem de onde ninguém sabem,  saem de onde não se conhece, se forma sorrateiramente  e aparece.
Quando se ver, elas já estão, fazem o que tem que fazer sem ninguém conseguir contê-las, dominá-las.
Se causar prejuízo, elas  não se desculpam,  apenas fazem o seu querer, sem se comoverem se alguém nelas, tombar.
Causando dor ou não, para elas tanto faz.
Elas não se dominam, nem se vanglóriam, vem e se vão, elas vivem intensamente de acordo com a linha do seu destino.

O fogo, pequena faisca luminosa que expande-se  mais rápido que o tempo. Se o fogo surgir, e se promover, é preciso de tempo para o conter.
O fogo é bom porque destrói com rapidez, mas,
se o que ele destruir for bom, o fogo será um mal.
Oh ser que não se apieda, brincou com ele, queimado fica.
Cruzou com ele, chamuscado tem que seguir.
O fogo é forte, algoz, destemivel, e até desleal, pois, mesmo ele não tendo  braços, ele rodeia, toca, envolve, o seu calor incendeia, e se dominado por ele, o futuro é incerto.

Ele não tem boca, mas as chamas que ele solta, queima, faz feridas derreterem-se.
Ele derruba o forte, isolada o valente, domina o ágil, derrete os mais resistentes, apaga a memória dos sábios, e destrói os vivos.

No entanto, todos estes elementos são necessários, eles ocupam papeis importantes na vida.
Mesmo representando perigo, eles precisam existirem,  tem o seu valor,  o seu porque, e
o seu para que. 
Assim é a vida humana,  vivemos cercados por coisas que são inesperadas, que assustam,  que amedrontam e que podem matar.
Mas elas precisam existirem.
É por isso que a nossa vida não pode seguir as custas dos acontecimentos,  pois eles podem ser bons ou não.

A nossa vida tem que seguir nas diretrizes daquele que tudo domina.
Aquele que manda e os ventos se calam.
Que ordena e as águas lhes obedecem.
Que olha para as tempestades e elas desaparecem.
Que diz ao fogo basta,  e ele se comprime em si.
Deus, o criador de tudo que há.
Se não fosse Deus, nada do que existe, iria existir.
Então, não importa o que esteja a nos acontecer,  seja ruim ou bom, chamar por Deus é a saída, confia Nele é a opção.

Ainda que tudo ao seu redor esteja um tremendo temporal, não perca a esperança,  acredite em Deus um pouco mais.
Pois, para qualquer situação, Deus é a solução.

Pra Elza Amorim Carvalho.
[email protected]
Repasse esta mensagem, alguém precisa lê-la.

(Senhor, na tua palavra está escrito, que tudo  o que pedirmos com fé crendo e em oração, receberemos, então pai, desce a tua espada e faça justiça sobre todos os que usam destas mensagens em negócios que não vêm de ti. Em nome de Jesus,  Amém)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *