Conectado por

Acre

Acre tem a menor participação entre Estados no Saúde na Hora

Publicado por

em

O balanço divulgado nesta quarta-feira (18) pelo Governo Federal, mostra que o Acre tem o menor número de municípios participando do Programa Saúde na Hora. Apenas um município fez a adesão neste primeiro ano de criação do programa. O número é menor que o do Rio Grande do Norte, onde somente dois municípios aderiram.

O programa já conta com a participação de 1.454 Unidades de Saúde da Família (USF) em todo o país. Significa que nestas unidades, além dos horários convencionais, de 7h às 17h, o cidadão também pode ser atendido no horário do almoço, à noite ou aos finais de semana.

A iniciativa permite o acesso de mais pessoas a consultas e exames de rotina a partir de horários flexíveis de atendimento. Juntas, essas unidades de saúde atendem cerca de 19 milhões de pessoas em 249 municípios em 25 estados e Distrito Federal. Para apoiar a ampliação do horário de atendimento à população nestes serviços, o Ministério da Saúde irá repassar cerca de R$ 209 milhões a mais em custeio ainda neste ano, chegando a R$ 534 milhões, em 2020.

Em Rio Branco já existia atendimento em horário diferenciado nas principais unidades de saúde. Algumas delas, como o Francisco Hidalgo de Lima, na Sobral, atende aos sábados, de 7h ao meio-dia.

O Ministério da Saúde estimula a adesão repassando mais dinheiro para a unidade da saúde. Ainda assim, a adesão tem sido pequena no Acre.

Veja no mapa a participação dos Estados no programa: