Conectado por

Acre

Acre registra mais 500 vitimas de transito no primeiro semestre de 2018


Compartilhe:

Publicado por

em

Segundo relatório estatístico da Seguradora Líder, administradora do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), os motociclistas continuam sendo os responsáveis por 334.469 indenizações para acidentes envolvendo motocicletas entre os três tipos de vítimas: motoristas, passageiros e pedestres.

No levantamento dos estados que compõem a Região Norte, Rondônia lidera com o maior número de indenizações pagas a motociclistas: 82 mil, cerca de 37% do total. Em segundo, o Pará com 75 mil indenizações. Roraima com 27 mil, Amazonas e Tocantins registraram 17 mil sinistros pagos/cada. Por fim, Acre e Amapá indenizaram, respectivamente, 8 mil e 2 mil condutores de motocicletas nos últimos dez anos.

De Janeiro a Julho de 2018, foram pagos no Acre 28 indenizações por morte. No mesmo período do ano passado foi pago 68. As indenizações por invalidez totalizaram 495 (Janeiro a Julho de 2018) e 454 (Janeiro a Julho de 2017), perfazendo um total de 523 indenizações pagas somente no primeiro semestre de 2018. Os dados revelam que houve uma queda significante no número de morte envolvendo motociclistas, porém registrou-se uma alta no número de acidentes que culminaram com a invalidez de vítimas de acidente.

A frota de motocicletas no Acre já alcançou o patamar de 138.017 em circulação (dados contabilizados até Abril de 2018). Já veículos de passeio totalizam 88.643. No total, circula no Acre 263.834 veículos automotores, entre carros de passeio, motocicletas, ciclomotores, ônibus, micronibus, caminhões, caminhonetes e outros, segundos dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Em toda a Região, de 2008 a 2017, mais de 421 mil pessoas foram indenizadas pelo Seguro DPVAT nos três tipos de cobertura: morte, invalidez permanente e despesas médicas e hospitalares.

Somente em 2018, de janeiro a junho, 17.695 pessoas foram indenizadas por acidente de trânsito na Região Norte. Em relação ao perfil dos indenizados, segundo os números da Seguradora Líder, a maior incidência de indenizações pagas para condutores de motocicletas pelo Seguro DPVAT foi para vítimas do sexo masculino, na faixa etária considerada economicamente ativa, de 18 a 34 anos.

Entre os principais motivos dos altos índices de acidentes envolvendo motociclistas estão: o comportamento de risco e o desrespeito às normas de segurança. Os motociclistas também devem estar atentos ao uso de equipamentos de proteção, como capacete, viseiras ou óculos e calçados que ofereçam conforto e segurança na direção.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento