Conectado por
Governo de Rondônia

Acre

Acre: PF investiga desvio de R$ 20 milhões em Porto Velho; três mandados são cumpridos na capital Rio Branco

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A Polícia Federal em Rondônia realizou na manhã desta terça-feira (29), em Porto Velho, a operação Ciranda, que apura o desvio de R$ 20 milhões dos cofres da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Parte dos mandados de apreensão de bens dos investigados está sendo cumprida em Rio Branco.

Policiais ainda executam as ordens judiciais no Amazonas e em Pernambuco. Segundo as investigações, os desvios ocorriam em contratos fajutos para contratar empresas que faziam o transporte escolar fluvial de estudantes da zona rural de Porto Velho.

De acordo com a PF e a Controladoria Geral da União (CGU), a concorrência pública era uma farsa, já que havia empresa já definida para vencer a licitação. Há indícios de formação de cartel, uso de laranjas como donos das empresas e superfaturamento no preço do combustível que seria usado nas embarcações.

Entre 2014 a 2018, os recursos envolvidos na contratação da empresa chegaram a R$ 33,5 milhões, sendo apontado um superfaturamento dos preços do contrato de transporte fluvial da ordem de 426,76%, correspondendo a R$ 20 milhões.
Ao todo a operação Ciranda cumpra 33 mandados de prisão, busca e apreensão e sequestro de bens. Ao menos 10 pessoas foram presas em Rondônia.

Procurada, a Superintendência da PF no Acre informou que três mandados foram cumpridos no Estado, sem dar mais detalhes. Segundo a assessoria, todas as informações estão concentradas em Porto Velho.