Conectado por

Rondônia

Acir Gurgacz diz que toda a homenagem a Jorge Teixeira será pouca para retribuir tudo aquilo que ele fez para Rondônia


Compartilhe:

Publicado por

em

Nesta terça-feira (15), o governo de Rondônia e autoridades do estado realizaram homenagens à memória do militar estadista e amazônida coronel Jorge Texeira, último governador do Território Federal do Guaporé e primeiro governador do estado de Rondônia. A cerimônia homenageou o militar com a publicação do selo do centenário de seu nascimento.

Para a presidente do Memorial Jorge Teixeira, Yedda Pinheiro Borzacov, a homenagem foi de extrema importância para lembrar o grande papel de Jorge Teixeira para Rondônia.

“Jorge Teixeira de Oliveira foi um marco na criação de Rondônia. Esse ato é em homenagem ao centenário do seu nascimento. Lembrando de todo o seu trabalho e a sua obra, que criou o estado de Rondônia. Nós temos que levar os visitantes para conhecer a história, geografia e cultura de Rondônia. E o Jorge Teixeira sem dúvida nenhuma foi o personagem que marcou a nossa história”, disse.

Já o senador Acir Gurgacz afirmou que toda a homenagem ao ex-governador Jorge Teixeira ainda seria pouco para retribuir o trabalho que ele fez pelo estado.

“Eu tive o prazer de estar com ele várias vezes quando ele era governador. Sempre foi uma pessoa muito acessível, muito trabalhadora, muito direto. Toda homenagem que nós pudermos fazer para o Teixeirão ainda será pouca para retribuir tudo aquilo que ele fez para Rondônia”, contou o senador.

Suamy Vivecananda Lacerda Abreu foi até a cerimônia representando o governador Marcos Rocha, e falou sobre a relevância da homenagem. Segundo ela, “hoje nós temos um estado de Rondônia maravilhoso, grande, forte, pujante disputando espaço com grandes estados federados brasileiros, mas se olharmos para trás, a BR-364 era poeira, em três anos ele conseguiu asfaltá-la até Porto Velho”.

“Devemos muito a esse cidadão. Ele que convidou pessoas do centro-sul do Brasil, desafiou para que elas viessem a esse território federal que ele constituiu estado na sequência. Em conjunto com o governo federal, criou vários projetos de colonização de reforma agrária dentro desse estado. E a partir daí muitas cidades foram constituídas, de 26 municípios, pulamos para 52, foi um homem visionário e determinado. Foi alguém com um pacote de ideias e valores que terminaram constituindo o estado de Rondônia”, enfatizou Suamy.

Já o general da 17ª Brigada de Infantaria e Selva, general José Augusto Ribeiro Cacho, contou sobre as implantações que o coronel Jorge Teixeira de Oliveira deixou para o Exército.

Cerimônia em homenagem ao centenário de Jorge Teixeira (Foto: Roni Carvalho)

“O coronel Jorge Teixeira foi um oficial que deixou muitos feitos nas ações dele. A criação do Curso de Guerra na Selva, que é o melhor curso de guerra na selva do mundo, conhecido por todos os exércitos, por fruto do trabalho dele e da determinação dele em importar esse centro, assim como o Colégio Militar de Manaus. O Exército tem uma dívida muito grande com o coronel Jorge Teixeira por todos esses feitos que ele implantou”, destacou.

A doutora Janilene Vasconcelos de Melo, que foi primeira mulher a assumir um governo de estado no Brasil, substituindo o Teixeirão por 42 dias, falou sobre o seu trabalho com o grande homenageado.

“Naquela época, o governador Jorge Teixeira teve um problema de saúde e eu assumi o cargo por um período. Esse dia, que comemora os seus 100 anos, é importante porque faz com que a população relembre o governador do seu estado, que através do seu trabalho e da sua dedicação conseguiu dar o melhor para o estado crescer”, destacou.

Rondoniadinamica.com