Conectado por

Mundo

ABSURDO: Enfermeiro mata a namorada estrangulada e justifica: ‘Me passou coronavírus’

Publicado por

em

Itália – A médica italiana Lorena Quaranta, de 27 anos, foi assassinada pelo próprio namorado, o enfermeiro Antonio De Pace , de 28 anos, na região de Furci Siculo, localizada na Sicília. De acordo com o que foi relatado pela polícia à imprensa local, De Pace estrangulou a parceira por acreditar que ela o havia contaminado com a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus.

ALERTA: Pico da pandemia de coronavírus no Brasil deve ser entre 25 e 30 de abril

Depois de cometer o crime, o enfermeiro contatou a polícia, na última terça-feira (30), e confessou o crime. Antes disso, ele tentou se suicidar, cortando os pulsos. “Eu matei ela porque ela me passou coronavírus”, disse De Pace aos investigadores após ser levado em custódia.

Galeria de Fotos

Lorena QuarantaREPRODUÇÃO / INTERNET

Antonio e LorenaREPRODUÇÃO / INTERNET

Lorena QuarantaREPRODUÇÃO / INTERNET

Lorena QuarantaREPRODUÇÃO / FACEBOOK

Lorena QuarantaREPRODUÇÃO / INTERNET

Antonio e LorenaREPRODUÇÃO / INTERNET

De acordo com a agência italiana de notícias Adnkronos, tanto a médica como o namorado testaram negativo para Covid-19 . O casal trabalhou junto em um hospital siciliano no tratamento de pessoas com a doença.
A Itália é o segundo país mais afetado pela pandemia do novo coronavírus, com 110.574 casos confirmados e 13.155 mortes causadas pela Covid-19, de acordo com dados da universidade norte-americana Johns Hopkins.
( ODIA )