Conectado por

Religião

“A Bíblia tem o poder de transformar uma nação”, diz fundador da JOCUM no The Send

Publicado por

em

Continua após a publicidade

O fundador da JOCUM, Loren Cunningham, falou no The Send sobre o impacto do discipulado bíblico sobre uma nação. O missionário, que já pregou em todas as nações do mundo, disse que é preciso cumprir todos os passos da Grande Comissão.

“Muitas pessoas não entendem a importância da Bíblia, mas é o livro mais poderoso do mundo. A Bíblia tem o poder de transformar uma nação”, disse Cunningham no último sábado (8).

“Em Apocalipse 7:9, a Bíblia diz que no céu haverá uma multidão, a qual ninguém pode contar. ‘Quando Jesus volta?’, as pessoas perguntam. Não é uma data no calendário. Mas há uma coisa que nós sabemos: Ele quer uma grande família, Ele quer uma multidão que ninguém pode contar”, disse.

Cunningham destacou que “existe um processo de discipulado que pode transformar uma nação”. Ele deu como exemplo o Havaí, onde mora e lidera uma das bases da JOCUM.

O missionário relatou que até 1820, os moradores de Kailua-Kona sacrificavam humanos — a ponto de sacrificar mais de 300 pessoas em um só dia. Mas 14 jovens chegaram no Havaí em um barco, carregando a Bíblia.

Antes de desembarcarem, um homem havaiano se levantou: “Eu ouvi uma voz especial do céu que disse: ‘Um homem chegará no Havaí com uma caixa preta que vai dizer quem é o verdadeiro Deus’. E o primeiro jovem que desceu do barco tinha uma Bíblia dentro de uma caixa preta. Quando ele abriu a caixa, tirou a Bíblia e disse: “Essa é a palavra de Deus”.

“E pela próxima geração, os havaianos se tornaram o povo mais liderado na palavra de Deus por toda a Terra. Eles aprenderam através da leitura da Palavra e se tornaram uma terra do aloha, uma terra do amor. É isso o que a Bíblia faz”, contou o missionário.

Cunningham também lembrou do dia em que foi convidado a se reunir com o rei da Noruega, que se interessou por um de seus livros. Na ocasião, o missionário perguntou ao rei: Por que a sua nação é a mais rica per capita, com melhor educação e mais liberdade do mundo, enquanto no tempo de seus tataravós era uma das mais pobres da Europa, com alto índice de analfabetismo e sem liberdade alguma?

“O rei pegou em meu braço e disse: ‘Loren, eu não sei’. E eu contei a ele sobre um jovem da fazenda que não sabia ler ou escrever, até que alguém deu a ele uma Bíblia”, relatou.

“Essa pessoa disse: ‘Essa é a palavra de Deus, para todas as áreas da sua vida’. Ela poderia ter dito: ‘Essa é a palavra de Deus, que vai te levar para o céu’. Isso também é verdade. Mas o discipulado de nações é para todas as áreas da vida”, acrescentou.

“Então ele aprendeu a ler e foi por todo lado distribuindo Bíblias. Ele começou a ensinar toda uma nação, em todas as áreas da vida. Isso transformou a Noruega”, disse Cunningham. “Deus quer fazer a mesma coisa em cada nação da Terra”.

FONTE: GUIA ME