Conectado por

Saúde

13 alimentos ricos em sódio que você deve evitar


Compartilhe:

Publicado por

em

Sabemos que o consumo excessivo de sódio está relacionado ao aumento do risco de desenvolver doenças cardiovasculares e renais. Mas, apesar de o sal de cozinha ser frequentemente visto como o vilão da história, diversos produtos industrializados escondem o sódio em sua composição. Descubra quais são os principais alimentos ricos em sódio para evitar e prevenir o surgimento de doenças.

O que é o sódio?

O sódio é um nutriente presente na maioria dos alimentos e é fundamental para a saúde humana pois, entre outras funções, participa do bom funcionamento dos nervos e músculos e do equilíbrio da quantidade de água nos órgãos.

A principal fonte de sódio é o sal de cozinha, que possui 40% de sódio em sua composição. O consumo máximo de sal para adultos saudáveis recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de uma colher de chá (5 gramas), o que corresponde a 2.000 mg de sódio. Mas, segundo o IBGE, o brasileiro consome em média 12 gramas por dia, ou seja, mais que o dobro do recomendado.

Além disso, enquanto alimentos naturais contêm quantidades muito pequenas de sódio, os produtos processados e ultraprocessados utilizam grandes quantidades de sal e derivados de sódio para realçar o sabor e conservar os alimentos. Apesar de relacionarmos o sódio às comidas salgadas, não é difícil encontrar alimentos doces industrializados ricos em sódio.

Quais os perigos do excesso de sódio?

Consumir sódio em excesso pode causar graves problemas de saúde. (Imagem: Geo-grafika/iStock)

Consumir sódio em excesso pode causar desequilíbrio hídrico no organismo, o que prejudica o funcionamento dos rins, aumenta a pressão sanguínea e sobrecarrega o coração. Consequentemente, a pessoa fica mais suscetível a desenvolver doenças crônicas, principalmente a hipertensão.

A hipertensão é considerada tanto uma doença quanto um fator de risco pelos médicos. Segundo dados da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), 36 milhões de brasileiros sofrem desse “mal silencioso” que só é descoberto pela aferição de pressão e é uma das principais causas de AVC, infarto, aneurisma e outros problemas.

Além disso, a pressão alta descontrolada é uma das comorbidades que aumentam a chance de ter complicações em caso de contaminação por covid-19.

Por que é importante diminuir o consumo de sódio?

Felizmente, reduzir a ingestão de sódio para a quantidade recomendada é capaz de não só diminuir a pressão arterial em pessoas saudáveis como também melhorar a resposta aos tratamentos em adultos já hipertensos.

Alguns estudos apontam também que, no decorrer de 30 anos, o baixo consumo de sal pode minimizar o aumento de pressão típico associado com a idade e evitar doenças cardiovasculares. Outras possíveis consequências a longo prazo são a prevenção contra o aparecimento de pedras nos rins e outras doenças renais e a proteção contra a osteoporose. Incrível, não?

Em relação ao sal de cozinha, uma das melhores formas de diminuir o consumo é investir em temperos naturais caseiros como sal de ervas; legumes aromáticos como alho, cebola e cebolinha; e especiarias como pimenta-do-reino, gengibre e outras.

Mas, além do sal, também é importante consumir com moderação os demais alimentos ricos em sódio.

Msn.com