Conectado por

Agronegócios

Soja: Baixas continuam nesta 5ª feira em Chicago, aprofundando saldo negativo da semana


Compartilhe:

Publicado por

em

As baixas continuam entre os preços da soja negociados na Bolsa de Chicago. Na manhã desta quinta-feira (21), as cotações perdiam de 14,25 a 16,75 pontos nas posições mais negociadas, levando o agosto a US$ 14,34 e o novembro a US$ 13,16 por bushel, aprofundando ainda mais o saldo negativo de mais uma semana.

O recuo se dá não só sobre a soja em grão, mas também no óleo – com baixas superiores a 2% mais uma vez – e no farelo, este já trabalhando com um pouco mais de estabilidade no complexo em relação aos demais produtos. O milho cede mais de 1%, enquanto o trigo também opera mais na defensiva, se mostrando mais estável.

Os traders seguem esperando por mais novidades, mas mantêm-se divididos entre fundamentos e o macrocenário, o qual ainda carrega muita incerteza, muita nebulosidade, mantendo a volatilidade acentuada e bastante presente entre as commodities. Por outro lado, as condições adversas de clima que se apresentam não só nos EUA, mas severamente em pontos da Europa e da Ásia com uma severa onda de calor, também estão no radar.

Para a soja, o comportamento da demanda também está mais evidência nestes últimos dias, já que a China voltou à ponta compradora do mercado, tendo negociado pelo menos 13 barcos de soja americana nesta semana, focando os embarques janeiro e fevereiro. O movimento, porém, parece estar servindo “apenas” como um colchão para os preços neste momento, que continuam sentindo o peso da liquidação de posições entre as commodities por parte dos fundos.

Ainda nesta quinta, o mercado espera também pelos novos dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de vendas semanais para exportação.

Fonte:

 Notícias Agrícolas

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento