Publicada em 21/10/2017 às 00:16

VÍDEO: Emanuel Pinheiro diz que bancada federal de MT “golpeou Cuiabá no apagar das luzes”

O prefeito de Cuiabá criticou duramente os parlamentares que apoiaram e atenderam o pedido feito pelo Governo do Estado em repassar R$ 50 de 82 milhões de emendas impositivas,

Resultado de imagem para EMANUEL CUIABÁ

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), criticou duramente os parlamentares que apoiaram e atenderam o pedido feito pelo Governo do Estado em repassar R$ 50 de 82 milhões de emendas impositivas, aquelas que têm execução obrigatória, para o custeio da saúde pública no Estado ainda neste ano de 2017.

Pinheiro, que participou do lançamento da obra de uma unidade de saúde básica no Parque Ohara, na Capital, na manhã desta sexta-feira (20), disse que faltou sensibilidade, compromisso e amor por Cuiabá da bancada federal em atender o pedido do governador Pedro Taques (PSDB).

Nesta terça-feira (17), em reunião, em Brasília, os parlamentares acataram o pedido do Executivo Estadual.
 

“Não é justo que Cuiabá seja golpeada no apagar das luzes do prazo final de apresentação das emendas”, comentou Emanuel. 

 

Somente os deputados federais Carlos Bezerra (PMDB), que não participou do encontro com o Governo, e Fábio Garcia (PSB) foram contrários ao pedido do Paiaguás.
 
Em junho deste ano, Pedro Taques apresentou à bancada os números da saúde e pediu apoio para solucionar a crise financeira que gerou um déficit de R$ 162 milhões na área.
 
Durante a nova discussão sobre o tema, o secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi (PSB), informou à bancada federal que as medidas de austeridade adotadas pela gestão reduziram a dívida com os municípios, porém, o governo ainda precisa de apoio para fechar o ano com os repasses em dia.

 POSSÍVEL REVIRAVOLTA


O prefeito Emanuel Pinheiro recebeu na noite desta quinta-feira (19) a informação de que a emenda de R$ 82 milhões destinada à compra de equipamentos para o pronto-socorro de Cuiabá está mantida na totalidade.

A informação foi repassada pelo deputado federal Carlos Bezerra (PMDB), que fez intervenção junto ao Ministério da Saúde.

Mesmo assim, o prefeito Emanuel Pinheiro ainda alegou preocupação quanto à situação.

Autor: http://matogrossomais.com.br/
Fonte: http://matogrossomais.com.br/

Comente com o Facebook