Publicada em 17/05/2018 às 11:39

Ventura fecha o treino e faz mistério para duelo contra o Luverdense

O elenco do Santos chegou a Lucas do Rio Verde no final da manhã desta quarta-feira e no período da tarde finalizou a preparação para o duelo contra o Luverdense pela Copa do Brasil.

treino SantosO elenco do Santos chegou a Lucas do Rio Verde no final da manhã desta quarta-feira e no período da tarde finalizou a preparação para o duelo contra o Luverdense pela Copa do Brasil. A partida será disputada na noite desta quinta-feira no Estádio Passo das Emas, a partir das 18h15.

 

Assim como ocorreu na saída de Santos, o último treino foi sem a presença da imprensa. A pedido do técnico Jair Ventura, membros da comissão técnica convidaram os jornalistas locais e os que vieram fazer a cobertura da finalização da preparação da equipe para o duelo.

 

No trabalho de campo reduzido, Ventura ajustou o posicionamento da defesa e do ataque em cobranças de escanteio. Como não contará com meio titular, o treinador deu ênfase ao posicionamento dos atletas em campo.

 

O único a falar com a imprensa foi o zagueiro Gustavo Henrique. Ele disse que o treino realizado na tarde desta quarta-feira segue o mesmo esquema trabalhado ao longo da semana. “É claro que a gente não pode falar pra vocês, né, pra tentar confundir o adversário também”, declarou.

 

Apesar de não dar maiores pistas, Gustavo Henrique assinala que o Santos não deve esperar o Luverdense propor o jogo. “Se a gente ficar esperando só o time deles jogar, a gente vai ter problemas sérios no jogo”, argumentou.

 

Sobre a decisão da comissão técnica de poupar vários jogadores para o jogo decisivo, Gustavo Henrique disse que a equipe vem numa temporada desgastante e a sequencia de jogos pode prejudicar fisicamente os atletas que mais têm sido utilizados por Jair Ventura. “E tem o clássico de domingo e a gente fez uma grande vantagem na Vila no primeiro jogo contra o Luverdense”, disse, acrescentando que o elenco tem qualidade e que os substitutos vão corresponder a altura.

 

Por fim, Gustavo Henrique elogiou o Luverdense, lembrando que o time matogrossense deu trabalho no primeiro tempo e vem mostrando força no futebol brasileiro. “No futebol hoje em dia não tem time fraco, time bobo, e a gente tem entrar focado e aproveitar as melhores oportunidades pra ‘matar o jogo’ quando possível”, concluiu.

Autor:  ExpressoMT
Fonte:  ExpressoMT

Comente com o Facebook