Publicada em 10/01/2017 às 18:05

Satélite: sobe para 52 número de vítimas de doença misteriosa na Bahia

No total, 50 pacientes de Salvador apresentaram os sintomas da enfermidade: dores musculares intensas que surgem subitamente no pescoço e tórax, acompanhadas de urina escura em alguns.

Subiu para 52 o número de pessoas acometidas na Bahia pela doença misteriosa que vem intrigando pesquisadores e autoridades em saúde pública desde dezembro. A informação foi confirmada à Satélite pela diretora da Vigilância Epidemiológica da Sesab (Divep), Maria Aparecida Araújo. Somente na última semana, foram contabilizadas 22 novas vítimas, de acordo com o balanço atualizado na sexta-feira passada pela Divep.

 

No total, 50 pacientes de Salvador apresentaram os sintomas da enfermidade: dores musculares intensas que surgem subitamente no pescoço e tórax, acompanhadas de urina escura em alguns. Outros dois vieram de Lauro de Freitas e Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, cujo paciente acabou morrendo. “Nesse caso específico, o óbito não foi causado pela doença. Ele certamente possuía outras comorbidades (patologias). Era hipertenso, por exemplo”, assegurou Maria Aparecida.

 

Sob suspeita


Familiares do paciente de Vera Cruz afetado pela doença, cujo nome e idade não foram informados pela Divep, contaram aos médicos que os sintomas surgiram após ele ter comido peixe assado em uma barraca de praia da Ilha de Itaparica, mas não souberam informar o tipo. Coincidência ou não, grande parte dos primeiros casos registrados se refere a pessoas que também ingeriram peixe antes do surgimento das dores musculares.  Os pesquisadores e técnicos da Sesab evitam relacionar a doença à contaminação alimentar através de pescados, mas não descartam a hipótese.

 

Enigma de proveta


A chefe da Divep informou ainda à coluna que as amostras de sangue, fezes e urina analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Muniz (Lacen) não conseguiram detectar a doença. “Até lá, ela está sendo classificada pela Vigilância Epidemiológica como mialgia (dor muscular) aguda a esclarecer, até que saibamos o tipo correto”, explicou Maria Aparecida. A diretora informou ainda que a Sesab enviou material coletado de pacientes à Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e a um laboratório do Alabama, nos EUA.

 

 

Aspa


"É uma iniciativa muito importante para projetar Salvador, ainda mais  como destino internacional", ACM Neto, ao comemorar a parceria da prefeitura com o Bahia para que o clube, do qual o prefeito é torcedor, faça propaganda do site de promoções Go To Salvador durante a Florida Cup, nos EUA.

 

Bafafá colorido


Lideranças da comunidade arco-íris de Salvador reagiram com ironia à nomeação da presidente do núcleo LGBT do PMDB baiano, Larissa Moraes, para o comando da Diretoria de Habitação da prefeitura. Pelas redes sociais, nomes como a ativista transexual Paulett Furacão e Rosy Silva,  líder das lésbicas do Subúrbio, criticaram a ida de Larissa para um cargo sem ligação com o trabalho desenvolvido pela peemedebista  durante sua campanha a vereadora.

 

Outro lado da rua


Após garantir o aliado Marcus Passos no comando da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), o vereador Paulo Câmara (PSDB) aumentou sua cota de apadrinhados na cúpula da pasta. Diretor-administrativo da Câmara durante os quatro anos em que o tucano esteve à frente da Casa, Beto Fagundes foi nomeado subsecretário da Semop. Braço-direito do ex-presidente, Fagundes deixou um rol de desafetos na base aliada em sua passagem pela Câmara.

Pílula
Em família: A Câmara de Salvador vive uma situação inédita, com um presidente concunhado do líder da oposição, já que Leo Prates (DEM) é casado com a irmã da mulher de Trindade  (PSL).

Autor: correio24horas.com.br
Fonte: correio24horas.com.br

Comente com o Facebook