Publicada em 14/02/2018 às 122:02

Retiro é opção para evangélicos durante o Carnaval em Ji-Paraná, Rondônia

Os retirantes saíram da cidade no último sábado (11) e só voltaram para casa no início da tarde de terça-feira (13). De acordo com o pastor Sérgio Condack, esta é uma opção que a igreja oferece aos membros e não membros da igreja.

Retiro aconteceu em uma chácara a poucos quilômetros da cidade (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)Os retiros de carnaval realizados por igrejas evangélicas foram uma opção para quem não quis passar o feriado prolongado em casa.

Em Ji-Paraná (RO), na Região Central, mais de 100 pessoas escolheram uma chácara a poucos quilômetros da cidade para ter momentos de meditação, aprendizados e diversão.

 

Retiro aconteceu em uma chácara a poucos quilômetros da cidade (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)

Os retirantes saíram da cidade no último sábado (11) e só voltaram para casa no início da tarde de terça-feira (13). De acordo com o pastor Sérgio Condack, esta é uma opção que a igreja oferece aos membros e não membros da igreja para ter um momento exclusivo para estudar a bíblia. “É uma opção para quem quer ter um tempo de aprendizado”, afirma Condack.

Aos 17 anos, Talita Souza Codeço conta que há pelo menos 10 participa assiduamente dos retiros. Para ela, cada ano é um aprendizado diferente e em todos eles uma oportunidade de conhecer gente nova.

“Aqui eu tenho tempo com meus colegas da igreja, as pessoas que estão chegando para igreja se conhecem e temos momentos muito especiais de comunhão”, conta a jovem.

Há pouco mais de um ano frequentando a igreja, Jaelton Pereira da Silva conta que participou pela primeira vez do retiro no ano passado. “Quando vim pela primeira vez, estava passando por um momento muito difícil. Aqui, recebi apoio (...) é um momento de paz e de tranquilidade”, conta.

A criançada também participou do evento. Com um espaço exclusivo, elas tiveram brincadeiras, histórias bíblicas, desenhos e pinturas. Laura Andrielly é veterana nos retiros. Ela conta que aprende e brinca muito durante os quatro dias.

“Aprendi sobre como deve ser o céu, com ruas de ouro. Agora, estou desenhando como eu acho que ele é”, conta Andrielly.

O pastor explica que durante os dias de retiros, além das palestras e orações, os retiros também contam com atividade de recreação, festa e muito papo até altas horas da madrugada entre os jovens.

 

“Eu não consigo ficar até madrugada, mas os jovens vão dormir às 3h ou 4h da manhã. Nós acreditamos que Deus não cuida apenas da alma da pessoa, ele se importa com o ser humano como um todo, e essas atividades também fazem parte”, explica.

Autor: Pâmela Fernandes
Fonte:  G1 Ji-Paraná e Região Central

Comente com o Facebook