Publicada em 15/04/2014 às 16:30

Polícia investiga página de rede social que mostra adolescentes em cenas de sexo

“Esparro Mix-DF” posta vídeos e fotografias com cenas pornográficas de adolescentes.

 

Página mostra adolescentes nuas e cenas de sexo TV Record

A Polícia Civil abriu investigação para identificar os autores de uma página aberta de uma rede social, em que adolescentes do Distrito Federal compartilham vídeos e fotografias íntimas.  Mais de 20 mil internautas curtiram a página “Esparro Mix – DF” e acompanham as publicações que vão desde meninas nuas a cenas de sexo entre casais de adolescentes.  

A delegada da Criança e do Adolescente, Valéria Martirena, diz que muitos jovens não sabem que seus conteúdos íntimos podem parar na rede.

— O que a gente percebe é que tem muito adolescente inocente, que publica essas fotos, muitas vezes, com o objetivo de conquistas supostos namorados que, na verdade, são autores de crimes que utilizam essas fotos para publicar na internet.  

A maioria dos posts mostra meninas seminuas ou em poses sensuais. Em uma publicação, um administrador da página comemora o fato de ter voltado à rede social e informa que a página havia sido excluídas.  

— Tamo de volta... 'o face excluiu mas nois faz de novo.  

O presidente da Comissão de Direito da Criança da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Hebert Alencar, afirma que publicar conteúdo íntimo sem autorização é crime.

— Quem inserir imagens de adolescentes de forma vexatória, responde a um crime com pena que pode variar de  três a seis anos de prisão.  Adolescentes que tiveram vídeos e fotos compartilhados sem autorização devem denunciar o caso à polícia pelo número 197.

Autor: noticias.r7.com
Fonte: R7

Comente com o Facebook