Publicada em 10/02/2014 às 16:46

Multa de até R$ 2 mil por caminhão que chegar a Santos sem agendamento

A Secretaria de Portos da Presidência da República diz que os caminhões serão monitorados desde a área produtiva até a chegada ao complexo portuário.

Embora já esteja oficialmente em vigor desde 4 de fevereiro, o sistema de pré-agendamento de descarga de grãos no Porto de Santos deve começar para valer a partir do próximo dia 15, quando as autoridades passarão a fazer a fiscalização. No último dia 6, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) publicou a resolução 3.274 , com multas de R$ 1 mil a R$ 2 mil por caminhão que chegar ao porto sem pré-agendamento. As multas serão aplicadas aos terminais portuários e nunca aos transportadores.
 
A Secretaria de Portos da Presidência da República diz que os caminhões serão monitorados desde a área produtiva até a chegada ao complexo portuário. Em pátios reguladores da Baixada Santista, eles aguardarão a chamada (por meio eletrônico) do terminal portuário ao qual se destinam para procederem a descarga.
revista carga pesada fila porto santos
 
“Embora as autoridades digam que vão fiscalizar também o local da origem da soja, a gente sabe que a maior preocupação é não ter fila na descida para o porto e na Baixada Santista. Nosso receio é que a fila só mude de lugar, do porto para o interior do Estado”, afirma o diretor do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos (Sindicam), de Santos, Alexsandro de Vasconcelos Freitas.
 
O Sindicam colocará funcionários nas estradas para orientar os motoristas. O governo diz que os caminhoneiros terão um telefone para o qual irão ligar para saber se estão agendados antes de sair de viagem. Mas, apesar de o sistema teoricamente já estar em vigor, o número ainda não foi divulgado.
Autor: expressomt.com.br
Fonte: expressomt.com.br

Comente com o Facebook