Publicada em 10/02/2018 às 11:30

Mulher é presa suspeita de ser mandante e participar de homicídio de ex-companheiro, em Manaus

Homem foi morto com 17 facadas e duas facadas na cabeça. Outro homem e um adolescente já haviam sido detidos por suspeita de participação no crime.

Mulher é suspeita de dar duas pauladas na cabeça de ex-companheiro (Foto: Patrick Marques/G1 AM)Uma mulher de 37 anos foi presa suspeita de ser mandante e participar do homicídio do ex-companheiro, um eletricista de 51 anos, com 17 facadas e duas pauladas na cabeça. Outro homem e um adolescente já haviam sido detidos por participar do crime, e a entregaram para a polícia. Ela foi presa nesta sexta-feira (9), no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

Mulher é suspeita de dar duas pauladas na cabeça de ex-companheiro (Foto: Patrick Marques/G1 AM)

De acordo com o delegado Jeff Mac Donald, do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o suspeito, Ismael Andrade Souza, de 29 anos e o adolescente de 16 foram detidos na quarta-feira (7). Após a prisão deles, o homem confessou ter atingido a vítima com golpes de faca, mas informou que a ex-mulher também participou da ação, dando pauladas na cabeça do homem.

“Em todas as nossas diligências descobrimos que Marcela Vasconcelos de Oliveira, de 37 anos, foi a autora intelectual do homicídio e, também, autora executória do crime. Ela deu dois golpes na cabeça dele. Ela ainda permaneceu no local, e depois compareceu até a delegacia. Os dois homens fugiram, levaram a madeira [usada no crime], mas foram presos depois”, disse o Delegado.

Ainda conforma Mac Donald, no dia em que o crime aconteceu, o ex-marido de Marcela ligou para ela, por volta das 10h, e perguntou se podiam conversar para reatar o relacionamento. Na ocasião, Ismael, que é atual companheiro da mulher, estava ao lado dela.

“Ele ouviu a vítima dizer a seguinte frase: ‘Eu sou o único que te satisfaz na cama’. Neste momento, os dois resolveram dar um fim no ‘problema’ que era o ex-companheiro na vida dela”, disse o delegado.

Por volta das 19h, a vítima foi até a casa, para encontrar com Marcela. Cerca de uma hora depois, Ismael e o adolescente também chegaram ao local. Eles não trocaram nenhum tipo de diálogo, apenas olhares, segundo Mac Donald.

“Os três autores se trancaram no quarto e decidiram cometer o crime. Ela se trancou no quarto e um aparelho de som tocava um hino de louvor alto. Os homens saíram, trancaram a porta da casa e os gritos de socorro da vítima começaram”, explicou o delegado.

Ainda conforme Mac Donald, as agressões seguiram da sala até o quarto de Marcela. O delegado informou ainda que o adolescente furou os dois olhos da vítima. Em seguida, ela teria acertado dois golpes com um pedaço de madeira na cabeça dele e dito que a vingança dela estava feita.

Homem foi morto dentro de quarto (Foto: Leandro Guedes/G1 AM)

Homem foi morto dentro de quarto (Foto: Leandro Guedes/G1 AM)

“Pela feição dela, percebemos que parece que saiu um peso das costas dela, com a morte do ex-companheiro. Ela se sentia incomodada por ele. Ambos já tinham registros de ocorrências um contra o outro”, comentou.

Mac Donald informou ainda que Marcela já era investigada por outro homicídio, ocorrido em abril de 2017. Na ocasião, ela é suspeita de ter matado outra mulher a facadas. O crime teria acontecido por um problema entre a vítima e o irmão da suspeita.

Após a prisão, Marcela foi encaminhada para o 6º DIP. Ela deve responder pelo crime de homcídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, ela deve ser encaminhada para o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

Autor: G1 AM
Fonte: G1 AM

Comente com o Facebook