Publicada em 23/10/2017 às 11:47

Maurão de Carvalho repugna artigo de Intolerância Religiosa da Revista VEJA – VÍDEO

Os deputados estaduais de Rondônia aprovaram a Nota de Repúdio do presidente Maurão de Carvalho, que irá chegar até Brasília (DF).

ACAPA_MAURAO_REVISTAVEJAUm artigo que vangloria os “intelectuais do Brasil” e iguala todo o povo cristão do país com os deputados federais da “bancada evangélica” causou um rebuliço nos quatros cantos da federação e em Rondônia não foi diferente. O Presidente da Assembleia Legislativa-ALE/RO, Maurão de Carvalho (PMDB) repugnou o artigo que é repleto de Intolerância Religiosa, pois a tentativa da Revista Veja de desvirtuar o poder de Deus e de seu Filho Jesus Cristo perante 1/3 da população cristã desse “continente”, é semelhante ao retrocesso milenar da humanidade, ou seja, o que vale é perseguir, humilhar, descriminar, agredir e até matar em nome de uma edição desta revista, cuja finalidade é incitar a violência ao invés da paz neste país.

Nesta quinta-feira (19), em Sessão Itinerante pela Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, no município de Pimenta Bueno (RO), no qual os serviços dos processos legislativos foram exercidos dentro de um grande compartimento da Igreja Evangélica desta cidade do interior. Grupos de diversas religiões participaram de forma harmoniosa da sessão, que foi transmitida ao vivo pela Web TV do poder legislativo rondoniense.

O presidente do Poder Legislativo Maurão de Carvalho solicitou apoio dos vereadores das (52) Câmaras legislativas municipais para encaminhar nota de repúdio a Revista Veja e consequentemente requer adesão dos colegas da Câmara e do Senado Federal para banir esse tipo de Intolerância Religiosa, disfarçada de matéria jornalística, uma investida para garantir a Liberdade de Expressão e assim dizer que estar criticando os Dogmas religiosos. Os deputados estaduais de Rondônia aprovaram a Nota de Repúdio do presidente Maurão de Carvalho, que irá chegar até Brasília (DF).

O ESTADO É LAICO – POLÍTICA X RELIGIÃO

O deputado estadual Hermínio Coelho (PDT), que é católico de corpo e alma, mencionou seu posicionamento favorável pela Sessão Itinerante da ALE/RO ser realizada na Igreja Evangélica do respectivo município. Esse primeiro debate “politicamente correto” sobre a realização da sessão dentro de um compartimento da Igreja Evangélica foi levantado, após o deputado Jesuíno Boabaid (PMN) explicar aos colegas de parlamento que o Estado é Laico.

 

 

Portanto, isto significa que o Brasil não tem Religião Oficial. Contudo, o deputado Hermínio Coelho (PDT) brincou com o colega Jesuíno Boabaid, ao enfatizar que não tem lugar melhor para se encontrar do que em uma Igreja, e a Sessão Itinerante do Poder Legislativo tem o objetivo de agregar todas as Crenças e Religiões em qualquer compartimento público ou privado do Estado de Rondônia.

No entanto, o que o deputado Jesuíno Boabaid, quis deixar claro, antes que possa ser “apedrejado” por qualquer tipo de “Intolerância Religiosa”, é que constitucionalmente falando, todos têm o direito de praticar sua atividade religiosa, mas o representante político não pode confundir ela (A Religião) com a Figura do Estado. Por isso, é preciso separar a atividade individual com a pública.

Com base nessa diferença a nível estadual e federal sobre política e religião, o Brasil não pode perder sua paupérrima direção. Podemos estar longe da solução, mas o que não podemos é implantar a Intolerância Religiosa, o Fanatismo Religioso e a corrupção generalizada como solução imediata para qualquer tipo de adversidade negativa. A democracia é feita de diálogo e não de manifestações abomináveis, tal como essa da Revista Veja, que no final das contas vendeu muita essa Edição.

 

Autor: http://mappingrondonia.com
Fonte: http://mappingrondonia.com

Comente com o Facebook