Publicada em 14/05/2018 às 17:43

Mais de 80 pessoas foram presas no Acre durante Operação Tiradentes, aponta polícia

Operação começou na sexta (11) e terminou no sábado (12). Resultado foi apresentado nesta segunda (14) no Comando-Geral da PM-AC, em Rio Branco.

Mais de 80 pessoas presas, 272 ocorrências registradas, 12 armas apreendidas e seis veículos recuperados. Os dados são parte do balanço da Operação Tiradentes no Acre. A ação começou na nesta sexta-feira (11) e terminou no sábado (12) em vários estados brasileiros.

O resultado da operação foi divulgado nesta segunda (14) pela Polícia Militar do Acre (PM-AC) em Rio Branco. A polícia ressaltou ainda que apreendeu mais de um quilo de drogas no período da operação. Um total de 450 agentes da Segurança Pública estiveram envolvidos na ação.

Uma das apreensões feitas na operação foi a do carro utilizado pelos suspeitos de matar o adolescente Smaley Vasconcelos, de 14 anos. O menor estava em frente de casa, no bairro Canaã, quando foi assassinado. Uma criança e a mãe dela, que seriam vizinhas da vítima, foram baleadas e levadas para o hospital.

 

Carro usado em homicídio foi apreendido durante operação em Rio Branco (Foto: Divulgação/2º BPM)

Carro usado em homicídio foi apreendido durante operação em Rio Branco (Foto: Divulgação/2º BPM)

O carro foi achado pelo 2º Batalhão PM-AC, no bairro Belo Jardim. Na ação, um homem e uma mulher, que estavam na casa, foram levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar esclarecimentos.

Ainda na casa, os policiais encontraram duas armas de fogo calibre 36, munição e duas baterias exclusivas de operadoras de telefonia.

O diretor operacional da PM-AC, tenente-coronel Athaualpa Ribera, ressaltou que a operação foi um complemento do trabalho ordinário executado diariamente nas ruas pela polícia. Ele disse que o estado tem resultado muitos positivos durane a ação.

"É a soma do trabalho ordinário mais o extraordinário colocado naquele dia. Temos esses números diariamente, uma vez ou outra menores, mas a polícia não para. É para demonstrar o que fazmos no dia a dia, não somente nas operações", afirmou.

Autor: G1 AC, Rio Branco
Fonte: G1 AC, Rio Branco

Comente com o Facebook