Publicada em 18/03/2017 às 12:03

Janaína Riva quer CPI para investigar últimos 20 anos da Assembleia

A parlamentar ainda explica que apresentará por lideranças partidárias o requerimento e que será a primeira a assinar.

A deputada Janaína Riva (PMDB) desafiou o governador Pedro Taques (PSDB) a apresentar um requerimento pela criação de uma CPI para investigar os últimos 22 anos da Mesa Diretora do Parlamento Estadual.

"O governador sugeriu que eu apresentasse uma CPI para investigar um suposto rombo de R$ 500 milhões nos últimos 20 anos da Assembleia. Eu quero dizer que eu não tenho medo de fazer isso. Fiz a CPI do MT Prev e o governador teve medo e pediu para os seus deputados retirarem as assinaturas. Eu tomei a decisão de propor a CPI que investiga os últimos 22 anos da Assembleia e que convocará todos os presidentes, primeiros-secretários, bem como as pessoas que assumiram a Secretaria Geral, de Finanças, de Patrimônio, Gestão e Procuradoria Geral", disse a deputada nesta sexta-feira (17) através de vídeo publicado em sua página do Facebook, após denunciar a retirada de assinaturas para a criação da CPI do MT Prev, por parte da base aliada do governo Taques.

A parlamentar ainda explica que apresentará por lideranças partidárias o requerimento e que será a primeira a assinar.

"Estou assinando a CPI que o senhor sugeriu aos seus deputados que apresentassem, que investiga o suposto rombo de R$ 500 milhões da Assembleia e os últimos 22 anos de todas as Mesas Diretoras que passaram por aquela Casa", explicou.

Na justificativa da CPI da AL, Janaína propõe a convocação do ex-presidente do Legislativo, o seu pai José Riva.

"Na justificativa eu proponho a necessidade de convocar o ex-deputado José Riva, haja vista que vem confessando na justiça estadual, alegando que houve desvios dentro do Parlamento", leu, no documento, a parlamentar.

Logo que a parlamentar propôs a criação da CPI do MT Prev, o governador Pedro Taques ironizou a proposta da peemedebista dizendo que seria interessante uma CPI para investigar o desvio de "R$ 500 milhões que o Ministério Público diz terem sido desviados da Assembleia".


 

Autor: diariodecuiaba.com.br
Fonte: diariodecuiaba.com.br

Comente com o Facebook