Publicada em 12/01/2018 às 11:33

Governo de Mato Grosso consegue pagar todos servidores

O pagamento de 100% do funcionalismo público só foi possível graças à entrada de receita registrada nos cofres do Estado.

Resultado de imagem para governo de mtCom um dia de atraso o Governo do Estado liquidou a folha salarial referente ao mês de dezembro ontem, quinta-feira (11). Foram pagos os servidores das Secretarias de Educação, Fazenda, Planejamento, Casa Civil, bem como dos Gabinetes de Comunicação e Vice-governadoria.

O pagamento de 100% do funcionalismo público só foi possível graças à entrada de receita registrada nos cofres do Estado. O valor foi direcionado para liquidar a folha de pagamento, conforme determinou o governador Pedro Taques (PSDB) em reunião com o secretário de Fazenda interino, Vinícius Saragiotto, e o adjunto do Tesouro, Serafim de Barros.

Na última quarta-feira (10), o Executivo Estadual já havia efetuado o pagamento dos servidores das demais secretarias, órgãos e autarquias, totalizando o pagamento de 65,75% da folha de pessoal, sendo R$ 165,818 milhões referentes a uma parte dos servidores em atividade.

Na terça-feira (9) foram destinados R$ 158,659 milhões para o pagamento dos aposentados e pensionistas, sendo que 59% foram aportados pelo Tesouro para cobrir o déficit financeiro da previdência.

A folha líquida de dezembro de todos os servidores em atividade, inativos e das indiretas soma R$ 519,659 milhões. Neste mês, o atraso se deu, principalmente, porque a equipe econômica do Estado não programou o pagamento parcelado dos servidores até o dia 30 de dezembro.

O escalonamento de salário está sendo adotado pelo Executivo Estadual desde o outubro do ano passado. Conforme a Secretaria de Fazenda, isto se deve a queda no fluxo de caixa.

Na ocasião, foi pago 78% da folha de pagamento no dia 10, e o restante no dia seguinte. O mesmo ocorreu no mês de novembro, onde os servidores foram pagos em três etapas, sendo a sua totalidade quitada apenas no dia 21 daquele mês.

FÓRUM SINDICAL - Ontem, o Fórum Sindical - que reúne categorias do funcionalismo estadual - emitiu uma nota pública com duras críticas ao Poder Executivo, em razão do escalonamento dos salários dos servidores.

O Fórum disse que desaprova e vê com indignação o atraso no pagamento de parte do funcionalismo público.

“A política salarial do atual Governo tem trazido reflexos desastrosos à economia do Estado, principalmente ao comércio e diretamente na vida das famílias dos servidores públicos”, disse o Fórum, em trecho da nota.

Também conforme a entidade, a situação já vem se agravando há algum tempo, entre outros pontos em razão dos parcelamentos no pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores.

“O Governo passou a pagar os aposentados e pensionistas com atrasos constantes. Essa iniciativa permitiu ao Governo fazer caixa com uma folha de pagamentos integral de 2016 para 2017, mas agravou ainda mais a situação financeira pessoal dos servidores do Poder Executivo, já que passaram a atrasar o pagamento de suas contas pessoais e a incorrer em mais empréstimos para saldar, pagando juros e correção monetária”, diz a nota.

“Depois do pagamento dos salários de dezembro, o governador Taques chegou mesmo a dizer que traria o pagamento dos salários novamente para o último dia útil do mês. Ledo engano! Estamos nós, novamente, com os salários atrasados. Neste momento fazemos votos que o governo sobressaia a presente situação, porque um Estado rico como Mato Grosso, que contribui positivamente para o Produto Interno Bruto - PIB do Brasil e sua Balança Comercial, não pode chegar ao caos enfrentados pelo Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul”, concluiu o Fórum.

Autor: diariodecuiaba.com.br
Fonte: diariodecuiaba.com.br

Comente com o Facebook