Publicada em 14/05/2018 às 17:42

Governo assume possível facilitação para fuga de 35 presos em cadeia no Amazonas

Presos utilizaram túnel para escapar do Centro de Detenção Provisória Masculino 2, em Manaus.

Cleitman Coelho, secretário da Seap, admitiu possível facilitação para fuga em massa do CDPM (Foto: Patrick Marques/G1)A fuga de 35 presos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2), ocorrida no sábado (12). A direção da unidade foi afastada.

"Um túnel cavado de dentro para fora de uma Unidade Prisional tem que ter conivência de alguém. Isto é indiscutível. Por este motivo, decidimos afastar a diretoria que estava e instauramos uma sindicância para apurar a conduta. Um Inquérito Policial (IP) também foi instaurado para investigar a parte criminal", disse o secretário.

A fuga ocorreu durante a madrugada, mas foi percebida somente por volta das 8h30, quando agentes faziam ronda pela unidade.

Um túnel foi encontrado próximo à área externa do pavilhão 5, por onde os presidiários conseguiram escapar. Segundo o governo, o túnel foi aberto em dois dias.

O secretário disse, ainda, que houve falha da Força Nacional que teria de ter verificado o perímetro da unidade. Homens da Força atuam na área externa das unidades prisionais do estado desde janeiro de 2017, quando um massacre deixou 56 presos mortos.

Questionado se a secretaria já havia sido informada sobre a fuga, o coronel comentou que a Seap costuma receber informes todos os dias. Segundo ele, as informações são colhidas e operações de segurança são feitas em todas as Unidades Prisionais, com o intuito de conter as ações de detentos.

Autor:  G1 AM
Fonte:  G1 AM

Comente com o Facebook