Publicada em 23/07/2016 às 12:14

FILMES BRASILEIROS INÉDITOS SÃO ATRAÇÃO NO 11º FESTIVAL DE CINEMA LATINO-AMERICANO DE SP

Novos longas-metragens brasileiros destacam-se na programação do 11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que acontece de 20 a 27/07, em diversas salas paulistanas.

Novos longas-metragens brasileiros destacam-se na programação do 11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que acontece de 20 a 27/07, em diversas salas paulistanas.

Três produções promovem suas pré-estreias mundiais no evento: “Estopô Balaio”, o 17º filme de Cristiano Burlan (do premiado realizador de “Mataram Meu Irmão”, de 2013), e seu sétimo longa-metragem; ““Eu Te Levo”, a primeira direção em longa-metragem de Marcelo Müller, um dos roteiristas de “Infância Clandestina” (obra indicada oficialmente pela Argentina ao Oscar de filme estrangeiro); e “Linha de Fuga”, dirigido por Alexandre Stockler, do polêmico “Cama de Gato” (2002).

“Mãe Só Há Uma”, novo filme de Anna Muylaert, faz sua estreia brasileira no festival, após premiada participação no Festival de Berlim, enquanto fazem suas primeiras apresentações em São Paulo os títulos “Por Trás do Céu”, de Caio Soh; “Planeta Escarlate”, codirigido por Dellani Lima e o músico Jonnata Doll; e “Clarice ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois”, de Petrus Cariry.

 

Título de abertura do festival, “Mãe Só Há Uma” é o quatro longa-metragem da paulista Anna Muylaert. Contemplada no Festival de Berlim deste ano com o Prêmio Männer Magazine, para filmes de temática gay, a obra acompanha a jornada de um jovem de 17 anos que, além de descobrir que foi trocado na maternidade, enfrenta transformações pessoais relacionadas à sexualidade. No elenco estão Naomi Nero, Matheus Nachtergaele e Dani Nefussi. A cineasta é homenageada pelo festival com retrospectiva de sua obra, incluindo longas, curtas, séries e vídeos autorais. Participa ainda de um encontro com o público, ao lado da cartunista Laerte, no dia 21/07, às 11h00, no espaço Petrobras de encontros (no Memorial da América Latina) e, no dia 25/07, segunda-feira, às 19h00, no Cinesesc, a diretora apresenta a sessão de “Que Horas Ela Volta? – Demo Filme”, uma espécie de rascunho filmado na preparação de seu longa homônimo.

 

Programado para a sessão de encerramento do 11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, “Estopô Balaio” acompanha o grupo homônimo de teatro, que desenvolve processo artístico a partir das experiências de moradores do Jardim Romano (Zona Leste paulistana) com as águas das enchetes que assolam suas vidas há mais de uma década. “São todos atores neste processo de fabular a própria vida, todos pactuam com o ato teatral”, afirma o diretor Cristiano Burlan. (Pré-estreia mundial em 27/07, às 20h30, no Memorial da América Latina / tenda de projeções: cerimônia de encerramento, com presença da equipe do filme).

 

 “Eu Te Levo” é estrelado por Anderson Di Rizzi (da telenovela “Êta Mundo Bom!”), Rosi Campos (das telenovelas “Babilônia” e “Êta Mundo Bom!”) e Giovanni Gallo (da série “Pedro e Bianca”, vencedora do prêmio Emmy Kids International, e protagonista do longa “De Menor”). O enredo focaliza um rapaz morador de uma cidade industrial próxima do interior paulista que, em meio ao sonho de tornar-se bombeiro e de suas viagens a São Paulo, vai lutar para amadurecer. (Pré estreia mundial em 23/07, às 20h, Memorial da América Latina / tenda de projeções, com presença da equipe do filme).

 

“Linha de Fuga” reúne prestigioso elenco: Gustavo Machado, Maria Manoela, Martha Nowill, Guta Ruiz, Marcelo Rubens Paiva, Gustavo Sol, Sérgio Guizé, Fernanda Franceschetto, Leandro Daniel Colombo, Carolina Fauquemont, Jiddu Pinheiro, Ana Carolina Godoy, Marcos Azevedo, Débora Aoni, Vanderlei Bernardino, Janaína Leite e Thogun. Por explorar com realismo fantasias sexuais possibilitadas pelo anonimato físico e psicológico da internet, a obra tem classificação indicativa de 18 anos. (Pré estreia Mundial: 23/07, sábado, às 22h, Memorial da América Latina / tenda de projeções, com presença da equipe do filme).

 

Nathalia Dill (de “Paraísos Artificiais” e das telenovelas “Avenida Brasil”, Êta Mundo Bom!” e “Liberdade, Liberdade”), Emílio Orciollo (de “O Palhaço” e das telenovelas “Gabriela”, “Louco por Elas” e “Amor à Vida”) e Paula Burlamaqui (de “Reis e Ratos” e das telenovelas “Avenida Brasil“, “Jóia Rara” e “A Regra do Jogo”) estão à frente do elenco de “Por Trás do Céu”. Vencedor dos prêmios do público, de melhor roteiro, direção de arte, ator coadjuvante e atriz coadjuvante no festival Cine PE deste ano, trata-se do novo longa-metragem de Caio Soh, diretor de “Teus Olhos Meus”, vencedor do prêmio do público na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Foi filmada no interior da Paraíba, onde uma paisagem assolada pela pobreza vê a vida brotar a partir dos sonhos de uma mulher forte, simples e com grande fascinação pelo saber. (O filme será exibido pela primeira vez em SP no dia 22/07, às 20h30, no Memorial da América Latina / tenda de projeções, com presença da equipe do filme).

 

 “Planeta Escarlate” aborda o conflito entre um ex-viciado, que é atormentado pelo fantasma de sua namorada morta por overdose. Na batalha pela desintoxição, o protagonista (vivido pelo músico e codiretor Jonnata Doll, conhecido pelas apresentações viscerais com sua banda Os Garotos Solventes) testemunha a passagem de um misterioso planeta. (Exibição no dia 22/07, às 22h, Memorial da América Latina / tenda de projeções, com presença da equipe do filme).

 

 “Clarice ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” encerra a denominada “trilogia da morte”, do cearense Petrus Caryri, iniciada pelos elogiados longas-metragens “O Grão” (2007) e “Mãe e Filha” (2011). Passado em meio a deslumbrantes paisagens – uma árida pedreira, uma pulsante floresta –, o enredo tem como centro uma mulher diante de um pai muito doente e a memória dos mortos. A obra rendeu o prêmio de melhor atriz a Sabrina Greve (do longa “Obra” e da telenovela “Além do Horizonte”) no Cine Ceará e no Festival Cinema de Fronteira. No elenco destaca-se ainda Everaldo Pontes (de “Amarelo Manga” e da telenovela “Gabriela”). (exibição no dia 25/07, segunda, às 21h, no Cinesesc, com presença da atriz Sabrina Greve)

 

Títulos brasileiros também estão presentes em outras seções do festival. Na Homenagem a Anna Muylaert são exibidos os longas-metragens “Durval Discos”, “Proibido Fumar” e “Que Horas Ela Volta?”, além de uma seleção de telefilmes, episódios de séries para TV, curtas-metragens e vídeos autorais. Na seção DocTV Latinoamérica 10 Anos estão programados os documentários “Horizontes Mínimos”, de Marcos Pimentel, “Jesus no Mundo Maravilha”, de Newton Cannito, e “Laura”, de Fellipe Barbosa. E a competição Mostras de Escolas Ciba-Cilect apresenta 13 títulos realizados em cursos audiovisuais do país.

 

A curadoria do 11º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo é assinada por João Batista de Andrade, Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho, sendo estes dois últimos também diretores do evento. Uma realização do Memorial da América Latina, da Secretaria de Estado da Cultura, e da Associação do Audiovisual, o festival é uma iniciativa do Ministério da Cultura / Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta com patrocínio da Petrobras, correalização da Spcine e do Sesc São Paulo, e apoio cultural do Centro Cultural Banco do Brasil.

 

Mais informações podem ser acessadas no website do festival http://www.festlatinosp.com.br/ ou na fanpage oficial www.facebook.com/FestivalDeCinemaLatinoAmericanoDeSaoPaulo/.

Autor: Assessoria
Fonte: O Nortão

Comente com o Facebook