Publicada em 07/03/2018 às 18:43

Detento encontrado morto em presídio continua sem identificação no IML de Rio Branco

Iapen-AC passou um nome, mas dados não conferem com informações do IML. Preso foi encontrado morto na madrugada de terça (6) no FOC.detento encontrado morto na madrugada desta terça-feira (6) no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio

O detento encontrado morto na madrugada desta terça-feira (6) no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, continua sem identificação no Instituto Médico Legal (IML). O problema, segundo o órgão, é que a identificação enviada pelo Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) não condiz com as informações do Instituto de Identificação.

O preso foi encontrado caído no corredor do pavilhão E. Segundo o Iapen-AC, os detentos chamaram os agentes penitenciários após perceberem que o colega de cela estava passando mal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas o preso morreu antes de receber ajuda médica.

O nome repassado pelo Iapen-AC para o IML é Antônio José Leite, nascido em maio de 1970. Porém, o IML identificou que esse nome é de um rapaz de 19 anos e o corpo que está lá é de um senhor de mais de 40 anos.

O G1 entrou em contato com o Iapen, que ficou de se posicionar sobre o caso ainda nesta quarta (7).

“Não tenho uma identificação dele ainda. Tenho um suposto nome repassado pelo Iapen-AC, mas não tenho nenhum documento dele ainda. Quem tem que identificar o detento é o Iapen. O nome passado é de um rapaz novo”, explicou o diretor do IML, Alexandre Baroni.

Ainda segundo o médico, ainda não foi concluído o diagnóstico da morte do preso. Baroni contou também que não apareceu nenhum parente para retirar o cadáver.

"Dependo também do Iapen fazer a ocorrência dele. Já foi repassado para lá. Não foi parente também lá. Não se sabe nada, só tem um corpo. Estamos dependendo também do Instituto de Identificação para juntamente realizar a identificação desse corpo", concluiu.

Autor: G1 AC, Rio Branco
Fonte: G1 AC, Rio Branco

Comente com o Facebook