Publicada em 16/09/2017 às 12:48

Desembargador Orlando Perri: 70 mil telefones foram interceptados em MT

A suspeita é de que muitos desses números pertenciam a pessoas não investigadas, cujos telefones foram inseridos indevidamente na tática conhecida como "barriga de aluguel".

ORLANDO PERRI 2016
O desembargador Orlando Perri, que criticou uso abusivo de interceptações

No julgamento que recebeu a denúncia contra cinco militares suspeitos de integrar esquema de interceptações clandestinas no Estado, o desembargador Orlando Perri, relator da ação, classificou como "estarrecedora" a quantidade de telefones que foram grampeados com autorização judicial.

Promotor abre inquérito contra 5 militares envolvidos em grampos

Mato Grosso: Grampos foram feitos em 2014 e 2015

Segundo ele, desde o começo do ano, a Justiça autorizou a interceptação de 70 mil números. A suspeita é de que muitos desses números pertenciam a pessoas não investigadas, cujos telefones foram inseridos indevidamente na tática conhecida como "barriga de aluguel".

"Os números são estarrecedores. Qualquer que seja o resultado do processo, as instituições terão que tomar providências quanto ao uso abusivo de interceptações. Desses números, não sabemos quantas barrigas de aluguel ocorreram. Provável que tenhamos muitas. Feitas não apenas pela PM, como no caso de Cáceres, mas pela Polícia Civil e Ministério Público. Porque há investigação também nesse sentido, apesar dos esforços do Ministério Público em obstá-la", disse Perri, alfinetando o MPE.

Autor: MIDIA NEWS
Fonte: MIDIA NEWS

Comente com o Facebook