Publicada em 20/10/2015 às 20:00

Brasil adere ao uso de drones para projetos de conservação ambiental

A aplicação da tecnologia no cenário brasileiro ainda é tímida ou realizada de forma isolada, porque a lei que regulamenta seu uso não traz regras claras para este tipo de finalidade.

drone brasil 1 Brasil adere ao uso de drones para projetos de conservação ambiental

Durante a Drone Show Latin America, a primeira feira de drones da América Latina que ocorrerá no Centro de Exposição Frei Caneca, em São Paulo, nos dias 28 e 29 de outubro, o WWF-Brasil defenderá o uso dos Veículos Aéreos Não Tripulados (os Vant’s, popularmente conhecidos como drones), para a conservação da natureza, devido principalmente a sua capacidade de coletar dados e imagens de alta resolução.

“Apesar dos muitos desafios, como o alto preço de equipamentos mais robustos, a falta de arranjos institucionais necessários para dar escala ao uso da tecnologia e a ausência de uma legislação específica com objetivo de conservação, os drones trazem oportunidades inovadoras para o mapeamento de áreas protegidas, monitoramento da biodiversidade, combate a incêndios florestais, caça e exploração dos recursos naturais, bem como na coleta de dados científicos”, explica Marcelo Oliveira, analista de conservação do WWF-Brasil.

Para dar luz ao debate sobre o tema, Oliveira falará das aplicações da ferramenta mundo afora e, especialmente, da experiência do WWF-Brasil com o Projeto Ecodrones Brasil, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Universidade Federal de Goiás e outras organizações, no seminário “Drones em projetos de Meio Ambiente e Mineração”, que ocorrerá no segundo dia da Drone Show Latin America, às 11h.

O emprego de Vant’s para a conservação da biodiversidade já é reconhecido como uma estratégia bastante eficaz em alguns continentes, como África e Ásia. Na Austrália, um experimento de monitoramento do Dugongo – um tipo de mamífero aquático semelhante ao peixe-boi – foi feito com Vant’s e trouxe resultados mais rápidos, mais baratos e mais refinados do que o método tradicionalmente utilizado de enviar um grupo de pesquisadores a bordo de um avião.

A aplicação da tecnologia no cenário brasileiro ainda é tímida ou realizada de forma isolada, porque a lei que regulamenta seu uso não traz regras claras para este tipo de finalidade. No entanto, em setembro, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) iniciou uma série de audiências públicas para verificar a regulação do uso dos Vant’s em outras modalidades, por exemplo, para o uso recreativo.

“A iminente regulamentação do uso profissional dos drones e os altos investimentos para o desenvolvimento e uso dessa tecnologia em diferentes áreas da economia dão uma perspectiva de crescimento muito grande para esse mercado”, diz Emerson Zanon Granemann diretor da MundoGeo, empresa responsável pela realização da feira.

Aqui no Brasil, o WWF-Brasil lançou em julho deste ano o projeto Ecodrones Brasil, com foco principal nas Unidades de Conservação Federais, como Parques Nacionais e Reservas Extrativistas, respeitando os protocolos de operação e segurança. “O objetivo do projeto é contribuir com a construção de um cenário favorável para a utilização de Vant’s na questão ambiental no Brasil nos já nos próximos meses”, explica Oliveira.

A expectativa da organização da Drone Show Latin America é de que mais de 2 mil pessoas passem pela feira durante os dois dias. As inscrições para visitar o local ou participar dos cursos e seminários podem ser feitas pelo site www.droneshowla.com.br.

Sobre a feira

A Drone Show Latin América reunirá fabricantes, fornecedores, importadores, prestadores de serviços e técnicos, e terá uma programação com palestras, cursos e seminários sobre o mercado de drones no país. FT Sistema Aeronoves, XMobots, Santiago & Cintra Geo-Tecnologias, Drone Store, Sensor Map Geotecnologia, Hexagon, Skydrones e Flighttech são algumas das maiores empresas do setor que estarão presentes na feira apresentando em seus estandes o que há de mais novo para o mercado. Aos interessados em participar da DSLA, no site do evento (www.droneshowla.com.br) já é possível se cadastrar tanto para visitar como também para participar dos cursos e seminários.

Sobre a MundoGEO

A MundoGEO, fundada em 1998, é líder na América Latina em soluções integradas de mídia e comunicação para o setor geoespacial e de localização. A plataforma de conexão gera conteúdos nos idiomas português e espanhol para mais de 100 mil profissionais cadastrados em seus diversos canais, como a revista e portal MundoGEO e DroneShow, redes sociais, webinars e eventos, como o MundoGEO#Connect LatinAmerica e a feira DroneShow.

Autor: Mundo Geo
Fonte: Mundo Geo

Comente com o Facebook