Publicada em 14/11/2017 às 16:53

Botelho afirma que lideranças do DEM ofereceram presidência da sigla a Fabio

Sendo que a presidência estaria em negociação para garantir a filiação dos políticos. Atualmente, a sigla é presidida pelo deputado estadual Dilmar Dal’Bosco.

deputado federal Fabio Garcia, que saiu do PSB no último mês, pode assumir a presidência nacional do DEM, caso ele e seu grupo político confirmem a ida ao partido do ex-senador Jaime Campos (secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande).

De acordo com o governador em exercício, o deputado Eduardo Botelho (PSB), existe uma possibilidade concreta do grupo se filiar ao DEM. Sendo que a presidência estaria em negociação para garantir a filiação dos políticos. Atualmente, a sigla é presidida pelo deputado estadual Dilmar Dal’Bosco.

Maurício Barbant

eduardo botelho presidente assembleia 3.jpgDeputado Eduardo Botelho diz que existe possibilidade concreta do grupo se filiar ao DEM

“Em reunião com o ex-senador Jayme Campos e o ex-governador Júlio Campos foi sugerido que o deputado Fabio Garcia assuma o comando do partido em Mato Grosso caso a filiação seja confirmada”, disse Botelho em entrevista à Rádio Capital na manhã desta terça (14).

Botelho, que é o principal defensor da migração para o DEM, disse que a conversa com os democratas vem sendo conduzida pelo presidente nacional da sigla, deputado federal Agripino Maia (DEM-RN), e por Jaime.

Os deputados federais Fabio Garcia e Adilton Sachetti pediram desfiliação do PSB no mês passado após conseguirem autorização da direção nacional. Já Botelho e outros quatro deputados estaduais do PSB devem acionar a Justiça para deixar o partido sem o risco de perder seus mandatos por conta da infidelidade partidária.

A reclamação dos parlamentares é que o presidente regional da sigla, deputado federal Valtenir Pereira, não estaria disposto a liberá-los.

Botelho afirma que os deputados estaduais Oscar Bezerra, Mauro Savi, Adriano Silva e Max Russi (atual secretário Chefe da Casa Civil), todos do PSB, também devem migrar para o DEM. Outra liderança socialista que vai reforçar o time dos democratas é o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes.

Além do DEM, os dissidentes do PSB também receberam convites do PR, PV, PSDB, PP e Podemos.(Com Assessoria)

Autor: rdnews.com.br
Fonte: rdnews.com.br

Comente com o Facebook