Publicada em 14/02/2018 às 17:32

Bebê e mulher estão na UTI após serem baleados durante invasão de criminosos para resgatar preso em UPA de Cuiabá

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o bebê levou um tiro no abdômen e a bala ficou alojada nas costas.

Upa morada do ouroUma mulher e um bebê de seis meses estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro de Cuiabá e outras três pessoas que também ficaram feridas em um tiroteio, ocorrido nessa terça-feira (13), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Morada do Ouro, na capital.

 

Segundo a Polícia Militar, os bandidos tentavam resgatar um preso que foi levado para a unidade após passar mal no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

 

Outras duas pessoas estão internadas, mas não correm risco de morte. A enfermeira da UPA, que também ficou ferida, já teve alta.

 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o bebê levou um tiro no abdômen e a bala ficou alojada nas costas. Ele está na UTI Pediátrica do Pronto Socorro de Cuiabá.

 

A criança estava com a mãe na UPA porque está com pneumonia e precisava de atendimento. A condição de saúde dele agravou o problema.

 

A mãe do bebê também foi atingida de raspão e está internada em observação, no mesmo hospital.

 

A mulher, que também está na UTI, está em estado grave e com dreno no tórax.

 

Entre os feridos está um agente penitenciário, que escoltava o preso. Ele foi atingido na perna com um disparo e está internado.

 

Segundo a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o detento José Edmilson Bezerra Filho, de 30 anos, que recebia atendimento na unidade, não chegou a ser resgatado. Ele responde a vários processos judiciais, entre eles, homicídio. A escolta que fazia a segurança do preso foi reforçada até a conclusão do atendimento médico

Autor: G1 MT
Fonte: G1 MT

Comente com o Facebook