Publicada em 20/11/2014 às 18:19

BC bloqueia R$ 47,8 mi de suspeitos na Lava Jato; veja lista

Nas contas do ex-diretor da Petrobras Renato Duque foram bloqueados R$ 3,2 milhões. Duque é suspeito de integrar esquema de pagamento de propina com recursos de contratos firmados pela estatal.

 

Agentes da Polícia Federal em frente ao prédio da Camargo Correa durante a sétima fase da Operação Lava Jato, em São Paulo
Agentes da Polícia Federal durante a sétima fase da Operação Lava Jato, em São Paulo

São Paulo – O Banco Central bloqueou R$ 47,8 milhões nas contas de 14 dirigentes e funcionários de empreiteiras sob investigação na Operação Lava Jato e de três empresas ligadas aos suspeitos. As informações foram confirmadas pela EXAME.com com a Justiça Federal do Paraná.

Nas contas do ex-diretor da Petrobras Renato Duque foram bloqueados R$ 3,2 milhões. Duque é suspeito de integrar esquema de pagamento de propina com recursos de contratos firmados pela estatal.

O maior valor foi apreendido nas contas de Gerson de Mello Almada, vice-presidente da Engevix: R$ 22,6 milhões.

O presidente da UTC, Ricardo Ribeiro Pessoa, teve R$ 10,2 milhões bloqueados. Othon Zanoide de Moraes Filho, diretor da Queiroz Galvão, teve R$ 166 mil.

O Banco Central não encontrou nenhum valor para ser apreendido nas contas de Erton Medeiros Fonseca, da Galvão Engenharia, e Valdir Lima Carreiro, presidente da Iesa.

O menor valor bloqueado se refere às contas de Ildefonso Colares Filho, que teve R$ 7.511,80 apreendidos.

O lobista Fernando Antônio Falcão Soares, conhecido como Fernando Baiano, teve R$ R$ 8.873,79 bloqueados em contas em seu nome.

Outros R$ 8,5 milhões foram apreendidos em contas de empresas de Soares. O lobista é apontado como operador do PMDB no esquema.

O bloqueio dos bens dos suspeitos foi pedido pelo juiz Sérgio Moro, que conduz as ações da Operação Lava Jato.

Iniciada em março, a Operação investiga esquema de lavagem e desvios de dinheiro e está em sua sétima fase.

Nove grandes empreiteiras são investigadas. Segundo a Polícia Federal, as empresas têm R$ 59 bilhões de reais em contratos com a Petrobras.

Veja os valores bloqueados:

NOME VALOR BLOQUEADO
OTHON ZANOIDE DE MORAES FILHO R$ 166.592,14
ILDEFONSO COLARES FILHO R$ 7.511,80
FERNANDO ANTONIO FALCAO SOARES R$ 8.873,79
RENATO DE SOUZA DUQUE R$ 3.247.190,63
AGENOR FRANKLIN MAGALHAES MEDEIROS R$ 46.885,10
RICARDO RIBEIRO PESSOA R$ 10.221.860,68
JOSE ADELMARIO PINHEIRO FILHO R$ 52.357,15
EDUARDO HERMELINO LEITE R$ 463.316,45
DALTON DOS SANTOS AVANCINI R$ 852.375,70
WALMIR PINHEIRO SANTANA R$ 9.302,59
JOSE RICARDO NOGUEIRA BREGHIROLLI R$ 691.177,12
SERGIO CUNHA MENDES R$ 700.407,06
GERSON DE MELLO ALMADA R$ 22.615.150,27
JOAO RICARDO AULER R$ 101.604,14
VALDIR LIMA CARREIRO R$ 0,00
ERTON MEDEIROS FONSECA R$ 0,00
TECHNIS PLANEJAMENTO E GESTAO EM NEGOCIOS LTDA R$ 2.001.344,84
HAWK EYES ADMINISTRACAO DE BENS LTDA R$ 6.561.074,74
D3TM - CONSULTORIA E PARTICIPACOES LTDA R$ 140.140,69
TOTAL

R$ 47.887.164,89

Autor: exame.abril.com.br
Fonte: exame.abril.com.br