Publicada em 04/10/2017 às 17:42

Amazonino Mendes assume governo do Amazonas pela quarta vez

A posse foi determinada pela Justiça, atendendo um mandado de segurança dos políticos contra a decisão da mesa diretora da Assembleia.

Resultado de imagem para Assembleia Legislativa do AmazonasEm uma breve cerimônia na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Amazonino Mendes (PDT) e Bosco Saraiva (PSDB) assumiram hoje (4) o governo do estado. A posse foi determinada pela Justiça, atendendo um mandado de segurança dos políticos contra a decisão da mesa diretora da Assembleia que havia marcado a solenidade somente para o dia 12 deste mês. A casa Legislativa ainda recorreu para manter a data, mas o Tribunal de Justiça negou, por unanimidade, a liminar. No discurso de posse, Amazonino ressaltou a importância do respeito entre os poderes Legislativo e Executivo, após a briga judicial pela data da posse.

“Um governante que não respeita o Legislativo, não é democrata. Como por igual, o Legislativo que não respeita o Executivo, também comete equívoco. E dentro dos princípios da celebração da harmonia entre os poderes, nós pretendemos também, independentemente das ações profícuas e eventuais de governo, estabelecer uma relação de absoluta tranquilidade, de paz e de respeito mútuo entre os poderes”, disse o governador.

Amazonino e Bosco venceram a eleição suplementar para o governo do estado realizada em dois turnos em agosto e cumprem um mandato tampão até dezembro de 2018, ano de novas eleições em todo o país. O pleito foi determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em maio, quando cassou os mandatos de José Melo (Pros) e Henrique Oliveira (SD). O novo governador agradeceu ainda ao povo amazonense que o elegeu pela quarta vez.

“Quero deixar claro para os que estão presentes que o Amazonino não se sente governador. O Amazonino se sente um escravo do povo. Um homem que vai cumprir esse pedaço de mandato com a fronte erguida, com honra, decência, dignidade e, sobretudo, espírito público. Todos sabem que nossa campanha foi fundamentada no amor. Então nós não trazemos no espírito rancor, ódio. Serei o governador de todos os amazonenses de forma equilibrada e justa”, disse.

Já empossado, Amazonino Mendes concedeu entrevista coletiva à imprensa na sede do governo. Ele destacou que um dos compromissos à frente do estado será equilibrar as contas públicas, e que dará atenção especial às áreas de saúde e de segurança, avaliadas por ele como as mais deficitárias.

O governador anunciou mudanças em todas as secretarias e órgãos do executivo estadual. Os novos secretários serão empossados amanhã (5).

Autor: Bianca Paiva - Repórter do Radiojornalismo
Fonte: Agência Senado

Comente com o Facebook