Publicada em 15/07/2017 às 12:12

5 Dores de muitas esposas no casamento

Ola! Tudo bem? Espero que você e sua família estejam vivendo debaixo da bênção do Senhor. Veja, todos os dias eu recebo pedidos de ajuda de homens e mulheres com algum tipo de “dor”.

Ola! Tudo bem? Espero que você e sua família estejam vivendo debaixo da bênção do Senhor. Veja, todos os dias eu recebo pedidos de ajuda de homens e mulheres com algum tipo de “dor”.  Por isso, resolvi escrever esta mensagem para ajudar no alívio dessa dor de muitos casais. Vou dividir em dois e-mail’s, hoje vou falar sobre as dores das mulheres e no próximo falarei sobre as dores dos homens.


Pr Josué Gonçalves e Rousemary

5 DORES DE ALGUMAS ESPOSAS

Meu marido não se cuida, isso me irrita muito.

Toda mulher quer ter ao lado um homem com bom gosto na hora de se arrumar. Homens inteligentes ouvem suas esposas, quando estas têm bom gosto. Minha esposa me ajuda muito quando percebe que eu estou desalinhado na minha forma de vestir-se. Marido, sua esposa precisa ser o seu melhor espelho. Lembre-se, a maneira como você se veste, como você corta seu cabelo e faz a sua barba, comunica muita coisa. O nosso exterior revela o nosso interior. Seja hoje uma versão melhor de você mesmo. Faça a sua esposa sorrir! Se você não se cuida como ela gostaria, que tal mudar para demonstrar o quanto você a ama?

Meu marido não me passa segurança.

Quando falta segurança, falta intimidade. Ninguém revela seu “interior” para quem não confia. Um casal constrói confiança quando os dois sabem ser amigos na perspectiva do tratamento. Tratar com honra, é reconhecer o valor do outro. Lembre-se, nada gera mais confiança do que a fidelidade, e fidelidade é honrar o outro na ausência. Quem ama, honra a pessoa amada estando perto ou longe! Isso constrói confiança. Outra forma de fazer o cônjuge se sentir seguro, é trabalhando só com a verdade. Que tal você perguntar para a sua esposa, se ela se sente segura ao seu lado?

Meu marido não é romântico.

Um casamento sem romantismo, é como uma casa sem reboco, textura, pintura, cortina etc. Uma casa pode ter um bom alicerce, mas sem o acabamento, não tem graça, vida, beleza e alegria. O alicerce é o amor sacrifical, mas o acabamento e a ornamentação é o amor romântico. Qualquer pessoa, por mais simples que seja, prefere morar em uma casa com um bom acabamento e uma boa ornamentação, e com o casamento não é diferente. Um casamento com uma boa dose de romantismo, faz toda a diferença para o casal. De 1 a 10, que nota você daria a você mesmo como “marido romântico”? Você reconhece que o romantismo faz bem para o casamento? O que você poderia fazer para mudar?

Meu marido me ofende durante o dia e me procura para o SEXO a noite.

O sexo deve ser a celebração de tudo de bom que acontece na vida a dois, e não um evento isolado. Para o homem, o sexo é mais biológico, por isso ele é capaz de ter um orgasmo duas horas depois de uma discussão, para a mulher já não é assim. Tudo o que acontece na vida da mulher, passa pelas suas emoções. O casal deve construir um ambiente favorável para o diálogo sexual, essa construção passa necessariamente pela forma como um trata o outro no dia a dia. Um ambiente cheio de gentileza, cooperação, companheirismo, afetuosidade, carinho e perdão, contribuem para a qualidade do ato conjugal. Como vai essa área do seu casamento? Pense nisso!

Meu marido é sexualmente preguiçoso.

Quando falamos sobre sexo, cada casal tem a sua frequência. Casais inteligentes buscam sempre o equilíbrio em tudo, inclusive na prática do ato sexual. Porém, quando o diálogo sexual acontece muito espaçadamente, um expõe o outro ao perigo. A Bíblia diz que, a alma farta, nutrida, e alimentada, pisa o favo de mel, mas para a alma faminta todo amargo é doce. Um casamento com  pouco sexo, vulnerabiliza o cônjuge que têm a necessidade de uma frequência maior. A solução desse problema passa necessariamente pelo diálogo sincero, aberto e verdadeiro. A parte que está se sentindo “desnutrida sexualmente”, deve falar da sua carência sexual crônica ao cônjuge, e a partir dai os dois podem e devem buscar ajuda. A relação sexual é como uma arte, que pode ser aprendida e desenvolvida na medida em que o casal vai praticando. É bom lembrar que, muitas vezes a “preguiça sexual” pode ter como causa uma medição que o cônjuge está usando, uma grande preocupação em função de um problema financeiro, baixo nível de testosterona etc. O importante é que você e seu cônjuge não tenham medo de buscar ajuda, pois o sexo é a musica do matrimonio.   

 

Autor: Pr Josué Gonçalves
Fonte: O Nortão

Comente com o Facebook